Friday, November 23, 2012

Onde comer o melhor Rodízio de Carnes em MA? Fogo de Chão (Boston) x Brazilian Grill (Hyannis)


Hello Gastronomia
Onde comer o melhor Rodízio de Carnes em MA?
Fogo de Chão (Boston) x Brazilian Grill (Hyannis)
Nada melhor do que um gaúcho dos pampas degustador e conhecedor de um bom corte de carne e que tem o paladar sulista do RGS, um verdadeiro gaudério ‘rato de churrascaria’ que entende de churrasco e já foi nas duas casas para falar com autoridade sobre assunto.

·        O Fogo de Chão surgiu em Porto Alegre na zona sul da cidade, foi lá que tudo começou. Eu muito comi no Fogo de Chão em Porto Alegre. A casa já nasceu com ‘pompas’ e nunca foi um lugar de preços populares e serviços simples. Alto nível e sua marca. E até hoje mantém suas características de nascimento.

·        Brazilian Grill eu vim a conhecer aqui em Massachusetts e desde que me lembro de ter chegado aqui já existia. Tem a tradição local.  Atende a área nobre de Hyannis, balneário com forte poder aquisitivo em Cape Cod. A casa ‘pegou’ bem. Sempre teve um cunho social comunitário, dando aulas de inglês para seus funcionários gratuitamente antes de começar o expediente, dentro da churrascaria, inclusive pagando o professor. Investe nos brasileiros e no seu progresso.

Curiosidade - O Fogo de Chão chegou ‘ontem’ e está localizado na área mais nobre de Boston, vem com toda infraestrutura da rede de franquias do Fogo Chão, que hoje já não pertence a brasileiros e sim a um grupo americano que comprou a rede pela bagatela de $435 milhões de dólares. O que temos em Boston é uma franquia. 

Fogo de Chão – Atende brasileiros e americanos, $46.50 dólares o rodízio por pessoa.

Brazilian Grill – Atende brasileiros e americanos $29.95 dólares o rodízio por pessoa. 

·        Fogo de Chão – Têm um ambiente amplo, com muito espaço interno, tem uma boa equipe de funcionários, o cliente não tem tempo de ficar com seu prato sem um pedaço de carne.

·        Brazilian Grill – Têm vários ambientes amplos, mais rústicos, com caracterizas mais sulistas do Brasil, mais aconchegante, por que deixa os clientes mais próximos, tem uma excelente equipe de funcionários, a carne chega constante com abundancia. 

Fogo de Chão – Todos os seus funcionários homens, usam bombachas, lenço no pescoço e botas, e uma guaiaca na cintura.

Brazilian Grill – Todos os seus funcionários masculinos, usam bombachas, lenço no pescoço e alguns usam botas outros usam tênis preto. 

·        Fogo de Chão – Buffett com boa variedade de saladas, frios e queijo e com 4 pratos quentes.

·        Brazilian Grill – Buffet com excepcional variedade de saladas, frios, queijos, sopas, sushi e muitos opções de pratos quentes. 

Fogo de Chão – Rodízio de Carnes – Oferece carne de primeira como filé mignon, picanha etc., mas não tem coração de galinha e oferece um salsichão americano, italiano meio adocicado, totalmente em desacordo com as tradições gaúchas. No rodízio fica devendo muito e todas as carnes não tem sal, eles oferecem como opção um sal fino na mesa para colocar na carne. O sal grosso e pouco usado e suas carnes vem brilhosas com a ideia de que usa óleo para corar a carne. Resumindo rodízio para americano apreciar, pois não conhece nada da cultura tradicional do sul do Brasil. Tem muito a melhorar no quesito carne. O tradicional costelão que é uma marca registrada do antigo Fogo de Chão da origem de Porto Alegre é servido em Boston para quem implora pela carne e quando chega o costelão o cliente percebe ao colocar na boca a carne macia, mas totalmente sem sal completamente em desacordo com as tradições gauchescas. Sobremesas poucas opções, somente no cardápio sem visualização.

Brazilian Grill – Rodízio de Carnes – Simplesmente espetacular no mínimo sendo generoso oferece 8 variedades de carnes a mais do que hoje é oferecido no Fogo de Chão de Boston, tem coração de galinha, picanha com queijo na tabua, peixe no espeto, abacaxi, picanha na tabua, mais de 3 opções de salsichões e por ai vai. Mais de 15 sobremesas em um carinho móvel com visualização das mesmas. 

·        Fogo de Chão – Tem Valet para estacionar, um serviço lento e não muito pratico. Você no mínimo perde 15min esperando o seu carro, neste frio a coisa fica feia.

·        Brazilian Grill – Tem um amplo estacionamento próprio no fundo do restaurante e normalmente tem vaga, totalmente grátis. 

Curiosidade para que não conhece - O famoso vazio do boi (Fraldinha nos USA) – é oferecida nas duas churrascarias.

·     Parecer final:

Brazilian Grill continua imbatível em Hyannis – Sem duvida mantém o posto de melhor churrascaria brasileira de MA. Para ir até lá de Boston ou arredores é necessário uma hora de carro, e não saia de casa sem fazer sua reserva antecipada, a casa esta sempre lotada de segunda a segunda. Como churrascaria e Buffett está há alguns anos luz do Fogo de Chão, na atualidade. Tudo pode mudar.

Fogo de Chão – Uma churrascaria reorganizada ao estilo americano, e hoje seus clientes são em média 50% brasileiros e 50% americanos, se não mudar o padrão de carnes, salsichões, sal grosso e voltar às origens, pode perder os clientes brasileiros que pagam caro e não comem com tanto gosto.

·       A melhor churrascaria: Brazilian Grill é muito mais churrascaria, apesar da distancia, vale a pena conferir para quem ainda não conhece, com certeza não vai se arrepender. 

·        Fogo de Chão Boston - 200 Dartmouth Street Boston, MA 02116 - (617) 585-6300

·        Brazilian Grill Hyannis - 680 Main Street Hyannis Port, MA 02601 - (508) 771-0109 

Paulo Monauer
Fotos Divulgação
facebook - Hello Brazil News

 

Dança do Ventre vira mania na comunidade


Sensualidade, boa forma, e o prazer da dança são alguns dos pontos que tem atraido muitas mulheres a sala de aula, para aprender os segredos da dança que é típicamente do orinte médio e ganhou o mundo.

A grande maioria das mulheres aprende para dominar o corpo e algumas delas para dançar para seus parceiros e maridos.Aquelas historias de a que dança nao é apropiada para algumas pessoas, ou ela só e para quem tem um corpo perfeito não condiz com a relaidade dos dias de hoje. O facinio do veu, da ginga do corpo, da leveza dos movimentos é uma terapia impar para o corpo e mente.

‘Não é o ritmo nem os passos que fazem a dança, mas a paixão que vai na alma de quem dança”, Augusto Branco.

Qual a origem da Dança do Ventre?

A Dança de Ventre é uma famosa dança praticada originalmente em diversas regiões do Oriente Médio e da Ásia Meridional. De origem primitiva e nebulosa, datada entre 7000 e 5000 A.C, seus movimentos aliados a música e sinuosidade semelhante a uma serpente foram registrados no Antigo Egito, Babilônia, Mesopotâmia, Índia, Pérsia e Grécia, e tinham como objetivo preparar a mulher através de ritos religiosos dedicados a deusas para se tornarem mães. Com a invasão dos árabes, a dança foi propagada por todo o mundo. A expressão dança do ventre surgiu na França, em 1893. É composta por uma série de movimentos vibrações, impacto, ondulações e rotações que envolvem o corpo como um todo. Na atualidade ganhou aspectos sensuais exóticos, sendo excluída de alguns países árabes de atitude conservadora. Ao longo dos anos, sofreu modificações diversas, inclusive com a inclusão dos movimentos do ballet clássico russo em 1930.
Dentre os estilos mais estudados estão os estilos das escolas:

  • Egípcia: manifestações sutis de quadril, domínio de tremidos, deslocamentos simplificados adaptados do Ballet Clássico, movimentos de braços e mãos simplificados;
  • Norte-americana: manifestações mais intensas de quadril, deslocamentos amplamente elaborados, movimentos do Jazz, utilização de véus em profusão, movimentos de mãos e braços mais bem explorados;
  • Libanesa: com shimmies mais amplos e informais, seguidos de deslocamentos muito simplificados.

No Brasil a prática revela uma tendência de copiar os detalhes de cada cultura, para fins de estudo e aumento de repertório. O estilo brasileiro tem se revelado ousado, comunicativo, bem-humorado, rico e claro no repertório de movimentos, assim como na Argentina, onde a dança do ventre é muito apreciada, estudada e praticada.

Como? Com quem? Onde é possível aprender a dança do ventre?

Nina Torres e brasileira que mais entende de Dança do Ventre em MA, é brasileira que já alguns anos se dedica a dar aulas da dança do ventre para nossa comunidade. Nina e eclética além de cantora é bailarina. Nasceu na cidade de Belo Horizonte onde estudou canto lírico e danças Afras Brasileiras na UFMG, Universidade Federal de Minas Gerais. Nina aprendeu a arte da dança do ventre ainda em BH com a professora Brigite Bacha, Libanesa radicada no Brasil. Bacha é um dos nomes mais conceituados dentro da dança do ventre no Brasil.
Nos USA fez vários workshops para aprimoramento da dança com as melhores professoras do mundo em dança do ventre entre eles está: Jillina (CA), Ammar Gamal (MA), Youry Sharif (NY) dentre outros.
No ano 2000, recebeu o certificado pelo ENAF (BA), o maior evento de Sport & Fitness e Saúde realizado nas Américas e um dos mais importantes do mundo. Tendo como objetivo promover a reciclagem e aprimoramento dos profissionais na área de educação física, nutrição, fisioterapia e pedagogia. Nos USA, Nina se tornou muito conhecida e requisitada na comunidade árabe pelo seu talento e desenvoltura na arte de dançar. Fez parte do Grupo Bellydance Overdrive, com o renomado músico e professor da cultura árabe Karim Nagi, participando de vários eventos importantes: abertura de shows internacionais, shows em teatros, universidades, centro de cultura árabe nos estados de MA,NY, ME.

" A aulas são para todas as mulheres que querem fazer um exercício e ao mesmo tempo aprender uma dança super bonita, sem contar todo o lado terapêutico que a dança que consegue trazer para o dia a dia de cada um. Eu agradeço todos os dias, que eu saia cansada do trabalho e mesmo assim ia fazer minhas aulas, a recompensa eu sinto ate hoje", completou Nina ao HBN.
Nina esta montando turmas regulares para aulas do Dança do Ventre e as inscrições já foram abertas:
Ligue para 508.331-4575 e fale diretamente coma Nina a professora para maiores informações.

HBN – Local – Paulo Monauer
Fotos Divulgação
facebook - Hello Brazil News
 

Será que a população americana é politizada?


No nosso dicionário de português a explicação do significado da palavra do que é ser politizado é: ‘ser consciente de seus direitos e deveres políticos; cívico’.
O que mais se fala no momento é sobre a grande vitória do Obama, e entre nós imigrantes o que mais se fala é: agora sai a tão esperada reforma imigratória.  Até ai tudo normal.
Vamos aos fatos:

·        Estas eleições reformularam as cadeiras do Senado Americano ‘The Senate’ (100 cadeiras) destes foram eleitos 53 Democratas (partido do Obama) e 47 Republicanos. Obama virou o jogo e tem maioria no senado.

·        Quanto aos deputados federais ‘The House’ (435 cadeiras) destas foram eleitos 198 Democratas contra 237 Republicanos. Obama não virou o jogo tem a minoria.

Existe um equilíbrio e as negociações vão fazer diferença, para o presidente Obama governar.

·        Foi gasto nestas eleições a bagatela de $6 Bilhões de dólares nas campanhas publicitárias de todos os candidatos a alguma cargo político nos USA.

Algo próximo de 120 milhões de americanos voltaram nesta eleição de 2012.

·        50.6% dos votos foram para Obama e 47,9 para o Romney.

Dizem às pesquisas que 60% dos votos de Obama foram dos latinos, e que mulheres votaram mais no Obama, ou seja, o voto latino e o das mulheres elegeram o presidente.

·        Obama gastou $932,013,388 milhões de dólares na campanha.

·        Romney gastou $1,028,213,064 bilhão de dólares na campanha.

Os USA tem uma população de 308 745 538 habitantes.

·        Somente 1/3 da população dos USA votou nestas eleições, ou seja, foi as urnas escolher o presidente 120 milhoes de americanos, os outros 200 milhões não tiveram tempo  e nem interesse em eleger quem quer seja como político aqui nos USA.

Consciência política
            Em nenhum momento eu vi em jornais, revistas, mídias da internet ou ouvi TV, rádios  nestas eleições um comercial do governo incentivando a população a escolher, ou sair de casa e ir votar nos seus candidatos, por que isso era importante para o exercício da democracia plena. Falo de campanha pagas pelo governo, não de publicidade dos candidatos. No dia da eleição, a atividade econômica, educacional, ou de qualquer ordem para de funcionar nos USA, tudo está aberto, bancos, lojas, etc. Não é feriado, não. A América não pode parar, tempo é dinheiro, e blá, blá, etc..

             Tudo bem que os USA é rei da democracia do mundo e não se força a ninguém a nada politicamente, mas gastar $6 bilhões em publicidade em campanha política em uma única eleição é um recorde mundial em gastos. E pensar que toda está grana foi gasta para conseguir levar as urnas 1/3 da população,  podemos definir que no mínimo as coisas andam meio fora de controle. Neste ritmo  só pode ter algo errado, será com a população ou com os políticos. Será que o americano não está nem ai para quem vai dirigir o país que ele nasceu, mora e cria seus filhos? Olha, é o que parece, depois só se vê americano nos bares, nas ruas, metendo o pau no presidente, mas ele não vota.
O que seria dos USA sem os latinos do qual 60% dos votos do Obama partiram deles, se lês não tivessem votado os latinos, somente 1/8 da essência do povo, dos nativos americanos teriam votado. Que vergonha!
Existe muitas de ONGs brasileiras que ficam empurrando os brasileiros naturalizados para votar aqui nos USA, acho que a coisa deveria ser ao contrário, pois os nativos do país, os verdadeiros americanos estão longe de ter uma consciência política, não votam.  Mais de 200 milhões (2/3 da população) de americanos aptos ao voto nem chegaram perto de uma urna neste ano e não tem nenhum sentimento de culpa por não terem votado e ainda se acham no direto em muitos casos depois de algum tempo a de reclamarem do governo que tem.
Definitivamente no meu pensamento os americanos não tem nenhuma consciência política.
Você pode não concorda comigo, e eu respeito seu pensamentos, contudo povo politizado é aquele que tem consciente de seus direitos e deveres políticos, cívicos e a prova disso vem através do voto livre. A America esta cada vez mais distante de viver a sua democracia, no que se refere à escolha dos seus representantes políticos.

HBN – Opinião
Paulo Monauer
Facebook - Hello Brazil News
www.hellobrazilnews.com

 

Wednesday, October 17, 2012

Minha caixa chegou faltando tudo. O que eu posso e devo fazer?

As transportadoras reclamam constantemente dos clientes que mandam coisas irregulares sabendo que não pode enviar e isso atrapalha muito nos portos brasileiros.
Está é a pergunta mais trivial em nossa redação.
Mandar caixa para o Brasil é um procedimento ilegal, mas não dentro dos USA, ou em águas internacionais, mas sim quando ela chega ao território brasileiro. Sua caixa ao entrar no Brasil passa ser clandestina. As companhias de mudança agem legalmente dentro dos USA ao recolher sua caixa, para envia-la ao Brasil, contudo a legislação brasileira não encara envio de caixas do exterior como uma situação legal. Muitas transportadoras e clientes arriscam tudo ao enviar uma caixa, e as transportadoras tem seu jeitinho para liberar as caixas nos portos brasileiros que às vezes funcionam, se não houver conteúdo nas caixas que caracterizam um contrabando.
Apesar de tudo isso e de inúmeros problemas que a comunidade brasileira de MA e dos USA já enfrentou perdendo tudo do envio com caixas eles continuam enviando volumes individuais para o Brasil. A legalidade de um envio de uma caixa nos portos do Brasil só se daria se cada caixa em um container com 180 caixas tivesse um BL. Como fica impossível e inviável um container ter 180 BLs, só resta arriscar umas manobras mais ousadas pelas transportadoras nos portos do Brasil. A perda de uma caixa se dá muitas vezes por problemas de falência de algumas empresas, ou por que de alguma forma a receita alfandegária do Brasil abriu a caixa e encontrou algo ilegal dentro, em outros casos tem muita gente que perdeu tudo por desonestidade, sem-vergonhice de um monte de picares donos de transportadoras que gostam de enganar a comunidade, e claro também tem muita gente que perdeu tudo e faz um monte de gente perder também por que colocam conteúdos proibidos dentro das caixas na expectativa de vai conseguir passar na receita, uma verdadeira loteria, se pegam uma ilegalidade dentro de uma caixa todas as outras 179 caixas do container sofrem perdas e em alguns casos quando isso acontece, perde-se tudo, sem falar no prejuízo da transportadora que fica com seu nome visado pelos fiscais da receita e no porto, pelo seu retrospecto. Quando isso acontece muitas transportadoras mudam de porto, para fugir desta marcação dos fiscais no porto onde seu container tiveram problemas.
Vamos à resposta:
Qual o procedimento normal de sua caixa. A empresa de mudança pega ela na sua casa aqui nos USA. Você deve descriminar no recibo da transportadora tudo que colocou dentro dela, novamente favos repetir: não coloque contrabando, você pode perder tudo ai não adianta ir à corte ou reclamar você consumidor é culpado, quando isso acontece você cliente espertinho, malandro influencia a todos do container a perder também, pelo seu destemperamento. Procure se informar com a transportadora o que é comum e legal enviar, ‘não avance o sinal’, pode se complicar. Depois disto a transportadora coloca no container e é transportado por um navio até um porto do Brasil. Ao chegar lá o conteúdo do container, a documentação, a origem do mesmo é checada pela receita. Se a documentação estiver toda correta, o conteúdo também, a origem idem, o container pode sair do porto em até 15 dias depois de que chegou no Brasil. Após isso sua caixa é levada pela transportadora que coloca em rota de entrega, para cada região, estado e cidade. E depois de uma semana ou duas ela chega ao seu destino, ‘sua casa’. A partir de agora é que você precisa prestar atenção para tentar recuperar algum prejuízo que possa ter tido no que se refere ao conteúdo da caixa. Lembre-se quando você enviou ficou com um recibo (no momento da coleta da caixa) que contem tudo com todo o que você enviou esta tudo ali discriminado e assinado pela empresa de transporte. A partir dai a coisa vai ficar fácil e se tiver que recuperar qualquer coisa que sumiu.
Seguro do conteúdo da caixa sem uma apólice de segura não é seguro é um engodo, tome cuidado, ao fazer seguro direto com a transportadora, elas não tem licença para fazer seguros, só uma seguradora tem, e quem faz tem que lhe fornecer uma copia da apólice de seguro que não pode estar embutida no recibo de entrega da transportadora, tem que ser um documento a parte, só do seguro.
Instrua seus parentes quando receberem a caixa no Brasil, terem em mãos uma máquina fotográfica por perto, uma boa faca ou tesoura que abra a caixa rápido, e antes de assinar o recibo confira o conteúdo para ter certeza que tudo que você enviou esta ali dentro. Caso esteja tudo certo, agradeça ao entregador, assine o recibo e estará tudo certo. Entretanto se estiver faltado algo, rapidamente bata uma foto da caixa aberta, escreva no recibo do entregar o que esta faltando ao lado ou embaixo da assinatura de quem recebeu a caixa tire uma foto do recibo antes de entregar ao entregador, para você ter provas que recebeu a caixa faltado itens. Pronto. Este procedimento serve para caixas ou mudanças. De posse das provas de tudo, do recibo com a nota de que a sua caixa veio faltando coisas, aqui nos USA, você pode ligar para Hello Brazil News e nós vamos ajudar você a procurar seus direitos, ou seja, ser ressarcida do seu prejuízo financeiramente, nas cortes americanas, no Small Claims, dentro da lei.
Podemos afirmar que você vai ganhar sua recompensa financeira do seu prejuízo. Sua estimativa de vitoria com as provas é de 97% em um universo de 100%, na corte americana. Mas repito é imprescindível provas cabais das suas perdas. Entretanto se você enviou algo ilegal dentro da caixa e a receita pegou, não adianta reclamar, pois a transportadora tem documentos que provam que aquele item foi retido e retido pela receita pela receita, quer ele volta, você paga o imposto devido e recupera o item, não tente ser malandro esperto, ajudamos clientes honestos, se forem desonestos nos fazemos questão de fazer uma materia e publicar sobre o suposto malando (a).
Como e quando você perde a razão e perde tudo em um caso destes:
·        Quando quem recebe sua caixa assina o documento de entrega para o entregador da transportadora no Brasil antes de abrir e conferir tudo dentro da caixa.
·        Quando você não tem nenhuma prova real (foto ou nota escrita no recibo de entrega da transportadora que faz a entrega no Brasil).
·        No grito ninguém ganha nada, tudo precisa de provas, visuais e escritas aqui nos USA.
A função da transportadora e pegar e caixa aqui nos USA e entregar na sua casa no Brasil, foi para isso que você a contratou. E se ela fez isso e alguém assinou o recibo de entrega no Brasil. Não adianta reclamar depois.
Sua verdade pode parecer uma mentira sem provas. Eles podem alegar que depois que eles foram embora, ‘os entregadores’ você tirou o que diz estar faltando dentro das suas caixas e por ai vai, se você entrar na corte de Small Claims, nesta situação, tem 99% de perder a causa e 1% de ganhar. Não tem provas concretas não funciona só provas verbais não são consistentes.
Portanto fique esperto, no quesito, roubaram o conteúdo de minha caixa? O que eu faço?
Novamente - Verifique a caixa antes de assinar o recibo, tire fotos de tudo e não se preocupe com o resto nos do Hello ajudaremos você a buscar seus direito legalmente dentro dos USA.

O Ranking HBN das empresas 'CONFIÁVEIS OUTUBRO/2012' de Mudanças:
Fastway Moving - Envia só mudanças - Fone: 1.888.590.3278
Brazbox Moving - Envia volumes e mudanças - Fone: 1.877.591.5156
Status Baby – Envia volumes e mudanças – Fone: 1.800.848.1418
SO Express Moving - Envia volumes e mudanças - Fone: 1.888.381.8766
Líder Express - Envia volumes e mudanças - Fone: 508.733.1122
Total Moving - Envia volumes e mudanças - Fone 1.800.366.1217
Confiança Moving - Envia só mudanças - Fone 1.866.266.8464
 
Qualquer duvida ligue 617.593.18282 ou mande um e-mail para pmonauer@hellobrazilnews.com. 

HBN – Comunidade – Paulo Monauer
Fotos Paulo Monauer
www.hellobrazilnews.com

 

Fotos- As transportadoras reclamam constantemente dos clientes que mandam coisas irregulares sabendo que não pode enviar e isso atrapalha muito nos portos brasileiros.

 

MEC aplica provas de ensino médio e fundamental em Boston

 O Mec vai aplicar e coordena as provas de ensino médio e fundamental no inicio de 2013 com data ainda a ser definida na cidade de Boston que será sede do evento.Todo o brasileiro dentro do território americano que quiser fazer as provas vai ter que se deslocar para Boston nos dias das provas.
Consulado de Boston anuncia: Em 2013 teremos a prova de ‘supletivo de 1 e 2 graus’ aplicadas e coordenadas pelo Mec. Boston foi escolhida como a cidade que vai sediar o exame em todo os USA, ou seja, quem quiser fazer a prova nos USA vai ter vir a Boston. Começaram as preparações preliminares para se ter uma ideia de quantas pessoas vão fazer a prova, para escolha de um local adequado no centro de Boston de fácil acesso. E também para se ter uma ideia de quantos funcionários do MEC vão ter que se deslocar do Brasil para Boston para supervisionar e coordenar as provas.
O “Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos” (ENCCEJA – http://encceja.inep.gov.br/exame), se trata do antigo supletivo. Uma grande oportunidade para a comunidade brasileira, de primeira ou segunda geração, nos Estados Unidos de receber um diploma de ensino fundamental e/ou médio do MEC, que poderá igualmente ampliar o interesse pelo estudo da língua portuguesa. Registre-se que, para tanto, o Consulado deverá divulgar, a partir de hoje, dia 15, na sua página geral de notícias, a criação de um website específico “http://bostonsupletivo2013.eventbrite.com“ que permitirá aferir o número de interessados em realizar as provas em 2013 , mediante inclusão de nome e email. Esse recurso tecnológico permite ainda outras funções:
a) possibilidade do organizador do evento (Consulado) divulgar o evento por meio de mídias sociais tal como Facebook, Twitter e Google +, bem como por e-mails;
b) opção para os interessados poderem contactar posteriormente o grupo de coordenação voluntário (das entidades civis e religiosas) tal recurso será importante para esclarecimento de dúvidas;
c) opção para verificar gradualmente o número estimado dos interessados.
Segue, em anexo, um texto com síntese das informações disponíveis no site do MEC http://encceja.inep.gov.br/exame, que esclare as principais dúvidas dos futuros interessados:
O que é o ENCCEJA?
O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) é uma avaliação voluntária e gratuita ofertada às pessoas que não tiveram a oportunidade de concluir os estudos em idade apropriada para aferir competências, habilidades e saberes adquiridos tanto no processo escolar quanto no extra-escolar.
Para que serve o Exame?
O exame diagnostica a educação básica brasileira e possibilita certificar saberes adquiridos tanto em ambientes escolares quanto extra-escolares. O exame é aplicado para avaliar jovens e adultos que não concluíram os estudos em idade apropriada. Pode ser realizado para pleitear certificação em nível de conclusão do Ensino Fundamental para quem tem no mínimo 15 anos completos na data de realização do Exame residentes no Brasil ou no exterior. O Encceja tem como principal objetivo construir uma referência nacional de educação para jovens e adultos por meio da avaliação de competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar ou nos processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas
manifestações culturais, entre outros.
Quem pode participar do Encceja?
Todas as pessoas que não tiveram oportunidade de concluir os seus estudos em idade apropriada. Para quem tem no mínimo 15 anos completos (na data de realização do exame) e não concluiu o ensino fundamental, o exame possibilita a certificação nesse nível de ensino. Já para os brasileiros residentes no exterior, o exame possibilita a certificação do ensino fundamental (15 anos completos na data do exame) e do ensino médio (18 anos completos na data do exame).
Qual o valor da inscrição?
A inscrição é gratuita!
Quem já fez o Encceja e não obteve média para certificação pode fazer o exame novamente?
Sim. Quem já fez o exame em anos anteriores e não obteve média para aprovação em alguma área do conhecimento pode inscrever-se novamente e tentar aprovação na área do conhecimento desejada.
Que conhecimentos eu devo apresentar para realizar o exame?
Para realizar o exame, você deve ser capaz de responder itens referentes às competências e habilidades presentes na Matriz de Competências e Habilidades, disponível na página do Encceja. Para o ensino fundamental as áreas do  conhecimento são: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação, Matemática, Historia e Geografia e Ciências Naturais; já para o ensino médio as áreas de conhecimento são: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.
Qual é a nota indicada pelo Inep para a certificação?
Para concorrer a certificação você deve obter em cada uma das avaliações, no mínimo, o nível 100 (cem) em uma escala de proficiência que varia do nível 60 ao nível 180, com desvio padrão de 20 pontos. O nível 100 dessa escala significa que você desenvolveu as habilidades mínimas necessáriaspara obter a certificação. No caso de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes e Educação Física (ensino fundamental), você deve adicionalmente obter proficiência na prova de redação. Na redação, a proficiência é conferida ao candidato que obtiver, em quatro competências definidas para o texto escrito, pelo menos o nível 2 (dois) em uma delas e pelo menos o nível 1 (um) nas demais. E no caso de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (ensino médio) você deve adicionalmente obter proficiência na prova de redação. Na redação, a proficiência é conferida ao candidato que obtiver, em quatro competências definidas para o texto escrito, pelo menos o nível 2 (dois) em uma delas e pelo menos o nível 1 (um) nas demais.
Quais os documentos obrigatórios para realizar a inscrição no exame?
Para os brasileiros residentes no Brasil, os documentos obrigatórios são o CPF (Certificado de Pessoa Física) e a Identidade (RG). Caso seja um brasileiro privado de liberdade ou sob medida socioeducativa, o documento
obrigatório é o seu registro na unidade. Para os brasileiros residentes no exterior, o documento obrigatório é o passaporte.
Pessoas com deficiência podem realizar o exame?
Sim. No momento da inscrição o candidato deve indicar a deficiência que possui e o auxílio que necessitará para a realização do exame.
O exame pode ser realizado parcialmente ou tenho que fazer as avaliações de todas as áreas?
Sim. No momento de sua inscrição, o candidato poderá escolher se fará todas as provas do exame ou se priorizará as áreas que necessita de nota. O exame atende as especificidades de cada participante.
Ao inscrever-se você deve indicar se deseja realizar uma ou mais provas do exame.
O Encceja constitui-se de questões estruturadas da seguinte forma:
Para o ensino fundamental:
- Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna (Inglês), Artes, Educação Física e Redação- Matemática- Historia e Geografia- Ciências Naturais E para o ensino médio (apenas para os brasileiros residentes no exterior):
- Linguagens, Códigos e suas Tecnologias- Matemática e suas Tecnologias- Ciências Humanas e suas Tecnologias- Ciências da Natureza e suas Tecnologias
Como eu posso estudar para o exame se estou a muitos anos fora da escola?
Para se preparar para o exame, o Inep disponibiliza em sua página (http://encceja.inep.gov.br/materiais-para-estudo) o material didático pedagógico de apoio aos candidatos e professores que é composto por: um volume introdutório, quatro volumes de orientações aos professores, oito volumes de orientações para o estudante (quatro para o ensino fundamental e quatro para o ensino médio).
O Encceja possui uma base legal que o justifica?
Sim, o Encceja é uma avaliação nacional recomendada na Constituição Federal e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), de acordo com as informações abaixo: O artigo 38, §§ 1º e 2º da Lei 9.394/96 indica que é
necessário estruturar uma avaliação direcionada aos jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos em idade apropriada, por meio da aferição de competências e habilidades, servindo como um instrumento aos parceiros para certificarem esses jovens, além de – oferecer uma avaliação para fins de classificação na correção do fluxo escolar, nos termos do art. 24 inciso II alínea "c";- construir, consolidar e divulgar banco de dados com informações técnico-pedagógicas, metodológicas, operacionais, socioeconômicas e culturais que possa ser utilizado para a melhoria da qualidade na oferta da educação de jovens e adultos e dos procedimentos relativos ao exame;- construir um indicador qualitativo que possa ser incorporado à avaliação de políticas públicas da educação de jovens e adultos. A LDB também atribui à União as funções: normativa, redistributiva e supletiva em relação às demais instâncias educacionais (Art. 8º) e a incumbe, em colaboração com os sistemas de ensino assegurar processo nacional de avaliação do rendimento escolar (Art.9º), estabelecendo que - independente do jovem ou adulto ter freqüentado curso presencial ou curso a distância, esse exame possibilita-lhes, também, a aferição de seus conhecimentos obtidos por meios informais.
Como obter a certificação após a divulgação final do resultado do exame?
Após a divulgação do resultado final do exame, as secretarias estaduais de educação que aderiram são responsáveis pela certificação, bem como pelo uso dos resultados a partir de suas resoluções próprias e do Conselho Estadual de Educação. Portanto, você deve procurar a instituição que você indicou no ato de sua inscrição como unidade certificadora, para pleitear o certificado de conclusão do Ensino Fundamental.
HBN – Educação –  Paulo Monauer /Consulado Geral de Boston

Em pauta: A Maçonaria


Uma seita?
É do Bem?
Uma religião?
O que cultuam?
Como é constituída?
Quais seus princípios?
O quem tem de secreto?
Muito se houve falar sobre a Maçonaria, muito se pode ler na internet sobre ela. Contudo ao se estudar e se aproximar de alguns Maçons e ao observa-los podemos deslumbrar e desmistificar algo que parece tão obscuro para aos mais leigos no assunto.
Na verdade a MAÇONARIA É UMA INSTITUIÇÃO, com fins filantrópicos. Logo não é nada de seita, religião ou algo misterioso. Muito pelo contrario, do que o povo desinformado costumado falar. Ela é uma Instituição alicerçada em projetos sociais para humanidade, e tem como grande fundamento a união familiar. Outro ponto forte entre os seus irmãos (como são chamados os membros da instituição) é proliferar a verdade, honestidade, o caráter e o trabalho honesto e filantrópico na humanidade. Outra base dos Maçons é procurar tornar os homens melhores e desenvolver a fraternidade.  Seus membros pagam uma anuidade, e a instituição promove eventos para prover verbas como; jantares e coisas similares para ajudar nos seus custos operacionais. Ninguém recebe salário dentro da Instituição, somente os funcionários, que muitas vezes nem irmãos da Instituição são.
A Maçonaria é uma Instituição Milenar, não tem credos, não tem relegião, não fala mal de pessoas ou seitas, relegião ou governos e nem combate ou faz oposição a nenhum credo. Pelo contrario respeita todos. Todos os seus membros (irmãos) são de múltiplas crenças. Entre eles tem de tudo em qualquer lugar do mundo; muçulmanos, xiitas, budistas, umbandistas, crentes, judeus, adventistas, batistas, luteranos, testemunha de Jeová, católicos, protestantes, mórmons, etc. Todos são iguais dentro da Maçonaria.
Os Maçons tem como livro sagrado a bíblia e acreditam em Deus e respeitam todas as outras fontes de adoração divina sem entrar em conflito com nenhuma. Outro fator marcante e como a fé de seus irmãos é tradada em suas reuniões. O responsável pela Loja o Venerável Mestre tem o dever de preservar a crença de todos os presentes na reunião, e deixam expostos nas durante todo tempo nas suas reuniões os livros sagrados de todos os seus irmãos presentes, todos ao lado da bíblia, sejam eles alcorão, bíblia verde, etc..
·        Entenda melhor a Maçonaria local:
Em Massachusetts tem mais de 230 Lojas Maçônicas.
Qual a constituição hierárquica de uma Loja, seus pilares, seus líderes?
·        Venerável Mestre – Autoridade Máxima de Loja
·        1 Vigilante – Tipo um vice-presidente da Loja
·        2 Vigilante – Tipo um segundo conselheiro da Loja
·        Tesoureiro – Responsável pela parte financeira da Loja
·        Secretário – Responsável para manter os registros e atas em dia da Loja
Depois destes tem outros cargos que compõem a Loja, que poderíamos classificá-los para que todos entendam melhor de ‘segundo escalão’. O Venerável Mestre, 1 Vigilante, 2 Vigilante, Tesoureiro, Secretário, e todos os cargos abaixo deles tem uma gestão de um ano na Loja. Após isso é feita reunião especial que tem como objetivo fazer uma nova votação entre os irmãos da Loja para escolha do novo Venerável Mestre e de seu corpo administrativo. Qualquer irmão que se sentir habilitado pode concorrer a qualquer função na Loja. Quem ganhar na votação assume a função ao qual se candidatou.  Todo o Venerável Mestre de uma Loja depois de deposto assume a função tipo de um intelectual da Loja, um conselheiro de peso, que pode ajudar e aconselhar em qualquer função na loja, pela sua experiência. Todas as lojas de MA, estão ligadas a Grande Loja Central que fica no Centro de Boston na Tremont St. O responsável por todas as lojas de MA hoje é o ‘Grand Master Richard F. Stewart’.
Na Maçonaria só os homens podem se tornar membros (irmãos) da Instituição. Entretanto as mulheres tem um papel fundamental, pois a família é base da Instituição e seus maridos só são aceitos se elas aceitarem que eles participem das reuniões da Loja, para isso são consultadas e entrevistadas por alguns irmãos que avaliam e abonam a entrada de novos irmãos na Instituição. Todo o novo membro da Loja necessariamente precisa ser apresentado por um irmão da Loja, e caso ele for aceito na Instituição, este o acompanhara nos seus primeiros passos dentro das reuniões e vai ajuda-lo em tudo dentro da Loja. Literalmente é como se fosse um padrinho dele.
De secreto como muitos falam não tem nada. Entretanto existem alguns simbolismos próprios, vestimentas dos irmãos (membros) em suas reuniões, que praticamente não faz sentido para quem não conhece a Instituição e o que eles representam e por isso não são proliferados para os não membros. 
·        Brasileiros implantam a primeira Loja dos Maçons bilíngue Português/Inglês em MA
A cidade de Malden tem a única Loja de MA que tem reuniões em Português e Inglês aprovadas e autorizadas pela Grande Loja e aprovada pelo ‘Grand Master’ em MA. Ela teve origem depois dos projetos dos irmãos brasileiros com apoio de muitos outros irmãos americanos que participaram e acompanharam o curso do ‘Masonic Institute Leadership’ curso ministrado pela Grande Loja de Boston gestão 2007/2008 que tem em média 1 ano de duração. Neste curso os irmãos inscritos aprendem como administrar, gerenciar, conduzir uma Loja Maçônica, entre outras coisas, o curso é coisa do tipo uma graduação de grau dentro da Instituição.
Um dos destaques formado na gestão 2007/2008 foi o brasileiro, paulista oriundo da cidade de Santo André, Paulo de Tarso. Ele é casado tem 2 filhos e dois netos, toda a sua família esta e vive aqui em MA. A história de Paulo aqui nos USA começou em 1997, quando veio pela primeira vez passear com sua família nos USA e ficaram 41 dias rodando e visitando 8 estados americanos, ali naquela época nasceu o desejo de alguns membros de sua família de um dia morar nos USA. Em 2000 ele tornou o sonho familiar uma realidade e se mudou com todos para os USA, mais especificamente para Boston. Em 2000 um pouco antes de mudar para USA se tornou um Maçon em São Paulo. Hoje mora em Somerville, tem uma empresa de guincho de carros.
Voltando ao ‘Masonic Institute Leadership’ no final do curso todo o aluno para receber o diploma de grau tem que apresentar tipo um trabalho conclusão que é avaliado pelos professores. Paulo ganhou destaque por seu trabalho de conclusão e se destacou entre os demais e passou com louvor. A partir daí surgiu à ideia de formar uma Loja em português para fortalecer os laços da comunidade brasileira com a Maçonaria. E o sonho se tornou realidade em 2009.
Hoje em Massachusetts tem 3 brasileiros atuando como Venerável Mestre, cabeças de Lojas, mas a única Loja com autorização para realizar reuniões bilíngue português/inglês é a da cidade de Malden onde Paulo de Tarso foi eleito neste ano 2012 como o 4  brasileiro Venerável Mestre da Loja.
Sua Loja se chama ‘The Independence Lodge’ que fica na 142 Pleasant St., Malden, MA, 02148. Esta loja tem hoje aproximadamente tem irmãos 26 brasileiros e mais 26 irmãos americanos como membros. Ela foi fundada neste ano em 2012.
Os pilares da Loja para esta quarta gestão que começou em 7 de setembro de 2012 e vai até agosto de 2013 são:
·        Venerável Mestre – Paulo de Tarso
·        1 Vigilante – Paulo A. De Oliveira
·        2 Vigilante – Sergio Asis
·        Tesoureiro – Giovane Minatelli
·        Secretário – Maurício Filho
As reuniões na ‘The Independence Lodge’, Malden são realizadas nas segundas quintas-feiras do mês com inicio normalmente às 19hs.
·       Atividades da Loja ‘The Independence Lodge’, Malden para segunda quinzena de outubro/2012:
Doação de Sangue dia 17 de outubro
Objetivo ajudar a American Red Cross a reforçar o seu banco de Sangue. O local será sede de bombeiros de Malden, que fica na Jack St. O evento começa às 14hs e vai até 19hs, todos estão convidados a participar, a salvar vidas com a sua caridade e doação. Informações: 617-605-2449 - Paulo De oliveira
‘Open House’ – Dia do Esquadro & Compasso – 20 de outubro
Neste dia a Maçonaria abre todas as suas Lojas em Massachusetts inclusive a de Malden ao publico em geral. Assim todos que tiverem curiosidade de conhecer uma Loja Maçônica podem fazê-lo e se tiverem perguntas possam ir até lá e encontrar as respostas.
HBN – Comunidade – Paulo Monauer
www.hellobrazilnews.com