Thursday, May 31, 2012

Listão BR Courier – Ultima chamada das devoluções em Malden


Entre o abre e fecha do depósito da BR Courier em Malden ele vai abrir novamente:
·        Sexta-feira dia 1 de junho das 10AM às 5PM
·        Sábado dia 2 de junho das 10AM às 5PM
·        Domingo dia 3 de junho das 11AM `as 3PM
Ainda se encontram no deposito da BR Courier em Malden na 739 Eastern Ave (Rota 60) em Malden mais de 450 caixas de um total de 4.600. Em um esforço enorme para devolver todas que estão em seu poder a BR Courier, tenta fazer a devolução há mais de 45 dias aqui em MA. Mais de 4.100 foram devolvidas aos seus clientes. Confira a nova lista completa das caixas que ainda estão no depósito da BR Courier em Malden nos sites do Hello Brazil News – www.hellobrazilnews.com , www.pmonauer.com e no facebook Hello Brazil News.
OBS. Se você tem duvida de onde se encontra sua caixa, qual porto, quem é cabeça de chave do container no Brasil e mais alguns dados venha pessoalmente falar com o responsável da corte de NJ para o assunto, e tire suas duvidas diretamente na fonte.
Listão das ordens que estão disponíveis em Malden
Relação final das caixas que estão no deposito da BR Courier -  730 Eastern Ave , Malden MA - 02148
840380 838165
837557 839853
851140 840198 839661 840192 850918 839444 839855 839650 839603 840380
830255 839850 839849 839853 850583 850943 851028 840337 839951 839716
838635 850915 S/N TIPO MESA 850564 851137 839863 851028 850942 838990
840158 839056 839483 839479 850676 839656 839852 839849 840160 851027
840256 840094 840217 839075 839647 839790 851040 839841 839237 850583
839479 838990 840170 840019 837380 838498 840170 839534 850622 839789
851042 839841 839790 840222 838990 839525 840257 839563 837057 839978
839790 840421 850966 839525 839391 839679 835221 839987 839563 836376
838673 851027 839395 838951 839525 839525 838951 838958 840249 839561
840288 839446 839502 840275 839525 850684 839553 839694 839524 839702
838164 839592 838164 839679 839972 839758 839878 838164 850684 850684
851062 839656 850952 840343 839941 850861 835221 839547 851029 838633
840343 839501 839556 840100 839788 839734 840290 839525 839377 838716
839418 840101 840022 840274 850958 850956 840098 840281 851039 840272
840321 840288 837054 840671 840098 839232 840374 840273 840275 839564
840290 840281 840443 850684 840340 850945 840342 851051 850951 850632
851049 851113 839622 840159 838740 8392964 839017 850931 840853 839787
838223 838338 839647 840273 838662 838741 838662 839757 839357 840162
839280 851102 839960 851102 851182 838386 839281 839353 839663 838491
839492 s/nmesa quadro. 839020 838179 839682 839679 839671 840162 840128
850677 840149 839362 839178 840213 839256 838988 839264 838699 839679
839498 839676 839679 839754 839679 840015 839079 832489 839729 840145
839876 840566 835092 838752 839406 838356 839516 839538 839410 839647
839409 840126 840566 839369 838087 839474 838484 840566 838795 837051
838353 839366 839497 850642 835235 840144 838747 850644 839374 839555
839071 838360 832489 840156 851137 851130 851133 837752 839593 839503
839871 839723 838342 839409 839513 840250 839061 839560 850917 840134
838216 839512 838216 839422 850645 838342 839277 839856 850792 839856
839856 838897 838897 839371 839608 840216 839271 839856 839263 839265
838937 839856 839254 839265 838342 838937 838938 850971 839642 837378
839250 838560 839856 837707 839362 839273 838944 838897 839489 838659
839241 840212 838671 839231 838660 839285 839371 839542 839066 840042
839265 839319 839371 839309 839477 838937 840121 839505 838342 851066
839644 839647 839518 839264 839518 839358 839804 840152 839371 840212
839276 839645 839267 839647 839300 838216 839356 840136 840065 839552
839476 839486 840565 839559 850634 838216 839270 839382 840135 840083
838342 839266 840162 839954 839959 839954 838789 839421 839647 839541 851105 838789 39421 839647 839541 839462 839298 839354 839486 839483
840159 839299 839327 838169 850721 840071 839647 839884 840068 839250 838757 851107 850920 840065 M Vidro 851137 850564 851137 851137 851130
851133 837752 840461 851110 851185 850654 850712 851032 838988 840000 850751 838995 850920 839652 851170 840393 840104 851137 851137 839391 839615 839875 838796 839650 840198 839391 839875 840317 839599 839603 850927 850683 8509 83 840343 840328 838492
HBN – Notícias – Edição 52 – 29 de maio de 2012 – Página 11
Foto Paulo Monauer
Contato pmonauer@hellobrazilnews.com
www.hellobrazilnews.com
www.pmonauer.com
facebook – Hello Brazil News

Thursday, May 24, 2012

EXTRA - BR Courier abre as portas da filial de Malden de quinta-feira, 24 a sábado 26 de maio em Malden. Horário de atendimento 9hs as 17hs

Devido ao grande numero de caixas que existem ainda no depósito em Malden, cerca de 500 caixas o Trustee autorizou abrir por mais 3 dias na tentativa de diminuir este numero. Corre lá na 730 Eastern Avenue #196, Malden, MA - 02148.








HBN - Notícias - EXTRA
Foto - Paulo Monauer
Contato Hello - pmonauer@hellobrazilnews.com
www.hellobrazilnews.com
www.pmonauer.com
facebook - http://www.facebook.com/pages/Hello-Brazil-News/137476439687817

Wednesday, May 23, 2012

Fort Lauderdale a Veneza Americana

No meu primeiro passeio pela Florida, vindo direto São Paulo/Miami, me deparei com uma cidade encantadora chamada Fort Lauderdale. Localizada a 30 minutos da charmosa e famosa Miami, ela e simplesmente linda. Fort, chamada assim carinhosamente por mim, se tornou meu lar, amo morar aqui. Ela é chamada de Veneza Americana, por ser cortada por lindos canais, com casas maravilhosas onde seus donos têm seus carrões estacionados em frente a suas casas, e atrás, lindos iates e barcos luxuosos. Algo que nunca tinha visto e que não canso de ver. O entardecer aqui e lindo em qualquer parte que se vá. A praia e maravilhosa, com tons que vão do verde água ao mais lindo tom de azul, Para um banho de mar a temperatura e sempre agradabilíssima. A beira-mar é composta por um lindo calçadão, ciclovias onde se praticam vários esportes como ciclismo e patinação. Tudo com total respeito dos motoristas que circulam pela mesma avenida. Há uma grande gama de bares e restaurantes deliciosos de frente para mar, bem como uma farta rede hoteleiros com preços bem razoáveis. Não e difícil ver lindos casamentos acontecendo no final de tarde a beira da praia, com noivas nos seus lindos vestidos brancos e tudo. Gente bonita e sorridente não falta aqui, pode-se conviver com pessoas vindas do mundo todo, globalização total. A parte que mais me encanta na cidade chama-se Las Olas Boulevard, a rua mais chique da cidade. Nela têm restaurantes, casas com doces e chocolates maravilhosos, galerias de arte e boutiques chiquérrimas. Passear aqui e gostoso demais e um charme. Ainda na Las Olas, não posso deixar de citar uma churrascaria brasileira chamada Chima Steakhouse, onde se encontra carne de ótima qualidade e um Salad Bar que é de dar água na boca. Aqui é fácil se sentir em casa com o gostoso atendimento feito na sua maioria por atendentes brasileiros. Fort Lauderdale é também uma pedida imperdível para os amantes da pescaria. Eu que aprendi aqui, a amar esta prática, digo, aqui se encontram lojas maravilhosas de todos os tamanhos com todo tipo de acessórios, que vão desde a vara de pescar a iscas vivas e artificiais, tudo pra uma perfeita pescaria. Tu podes parar e pescar no meio da cidade, em qualquer canal. Existe uma área abundante de para a prática da pesca.. E possível ainda, sair para pescar em alto mar, muito popular por aqui. Por $30,00, aluga-se um barco e pode-se passar agradáveis horas pescando, diversão garantida. Já a costa é acessível ao longo de vias navegáveis ​​e nos Everglades próximos. Adoro tudo nesta cidade, ela sempre tem eventos culturais, artes, e muitas opções de lazer e diversão. Mas um dos eventos que mais amo e o Boath Show. Feira que intitula Fort Lauderdale na Flórida, como a "Capital do Yachting World", e a maior mostra de barco do mundo. Esta e uma feira de exposições de construtores de iates e designers de carros exóticos e iates de corretagem do mundo todo. O Boat Show abrange seis locais e mais de 3 milhões de pés quadrados de espaço, tanto em terra como na água. Com uma rede de transporte de ônibus , táxis aquáticos, e Riverboats , fica garantido aos participantes, facilmente navegar no Boat Show e visitar suas atrações. A mostra traz bilhões de dólares de iates, super iates, mega-iates, lanchas e veleiros, e muito mais. Ela sempre ocorre por volta de outubro ou novembro, imperdível. Para quem gosta de praia, e quer conhecer um lugar lindo, efervescente e ao mesmo tempo muito aconchegante, não deixe de visitar Fort Lauderdale na Florida. Lugar fascinante, fica a dica!
HBN –  Colunista – Lucia Helena Kaefer
Foto Divulgação
Publicado na Edição 51 – 05/28/2012 – Página 16
www.hellobrazilnews.com
www.pmonauer.com
facebook - http://www.facebook.com/pages/Hello-Brazil-News/137476439687817


A dialética do elogio

A idéia de escrever sobre o elogio vem do fato de eu ter notado como as pessoas parecem estar se esforçando cada vez mais para não elogiar umas às outras. Vejo isto entre os norte americanos e entre os brasileiros nos meios onde convivo aqui. Embora o pão-durismo no elogio se manifeste de maneira diferente, é exercido nas duas culturas, apesar de termos sido ensinados que devemos dizer coisas positivas aos outros; ou seja, elogiar as pessoas. Porém, parece que o desejo de dizer coisas positivas aos outros anda com a popularidade cada vez mais baixa. Eu, particularmente, sempre achei que os norte americanos elogiam demais (entre eles, a maior parte do tempo, é bem verdade). Aquela coisa meio exagerada que parece falsa. Provavelmente uma consequência da noção de que é importante dar o reforço positivo para fortalecer a autoestima. O problema é que o sujeito passa a infância ouvindo que tudo o que faz é “great”, e um dia cresce, vai lidar com o mundo real e ninguém mais fala isto para ele. Aí a coisa complica e haja psicólogo para dar conta da falta de elogio na vida de adulto.  Obviamente, há muita gente na cultura norte americana que elogia quando há razão para fazê-lo. É o caso daquelas pessoas que escrevem coisas interessantes ou mostram fotos bonitas no facebook, e os amigos (ou até mesmo os só conhecidos) elogiam de coração aberto.  Os brasileiros, por outro lado, não costumam praticar o elogio exagerado na infância nem na adolescência entre círculos familiares ou entre amigos, e, portanto, parecem crescer com menos necessidade de ouvir tantos elogios frequentemente. O elogio político é praticado nas duas culturas, lamentavelmente (parte da vida, como diriam muitos, né?). Já o elogio merecido parece que anda cada vez mais escasso entre brasileiros. Sou sociolinguista, não sou psicóloga; então não vou tentar analisar a razão. Só noto que anda escasso. Por exemplo: O que e que custa escrever uma linhazinha dizendo: “Puxa, que bonito/interessante isto que você escreveu;” ou: “Nossa, como você está lindo”. Há gente que diz que não se deve elogiar ninguém em público porque não é apropriado. Fico espantada quando ouço isto, mas… sigo em frente. Outros que dizem que elogiar demais pode fazer a vaidade ficar muito elevada. O Bono diz em uma de suas canções que não deveríamos ser muito bons em certas coisas. Sugerindo que se você for muito bom em algo, vai ficar muito vaidoso. Dentro desta lógica, os gênios jamais deveriam ser elogiados?  Enfim, vaidade, carência, falsidade, disfunção social e mérito real à parte, todo mundo gosta de um elogiozinho de vez em quando, é ou não é? 
Até a semana que vem, se Deus quiser.
HBN –  Colunista – Eliani Basile
Foto Divulgação
Publicado na Edição 51 – 05/28/2012 – Página 18
www.hellobrazilnews.com
www.pmonauer.com
facebook - http://www.facebook.com/pages/Hello-Brazil-News/137476439687817

Novo prédio do consulado de Boston ... Mudança esta complicada..

Hello está de olho!
Em uma das suas reuniões do Conselho dos Cidadões na grande Town de Framingham no mês de março deste ano, o embaixador Fernando Barreto Mello, anunciou com grande euforia que o governo brasileiro tinha alugado um prédio de quatro andares no coração de Boston. Para ser mais preciso na esquina da Gridley St com a John Fitzgerald Surface Rd, quase na frente na South Station. Até ai tudo perfeito e lindo. O embaixador chegou a se referir ao prédio como uma mine embaixada. Na ocasião ele também havia dito que tinha conseguido algumas regalias com o dono do edifício no que diz respeito ao aluguel, o que facilitaria a mudança do consulado para o novo prédio até maio de 2012. Também informou que o governo já havia liberado a verba para reformara o prédio para adequa-lo ao consulado e que obras já estavam em franca evoluções. Na ocasião na Edição 39 de 05 de março de 2012 do Hello, fizemos uma matéria sobre o tema. Neste último final de semana o Hello foi conferir como andavam as obras e descobrimos que pouca ou quase nada mudou no interior do prédio, e que ainda aguarda grandes reformas para se adequar ao atendimento do consulado, ou seja, para entrar em uso consular. O que será que houve? As obras nem começaram? Esta tudo por fazer no interior do prédio. Dinheiro, acordos, etc., tudo certo, faltou a pratica. Uma coisa é certa, não haverá mudança do consulado em maio e nem em junho ou julho, talvez se começarem as obras logo em agosto ou setembro quem sabe tudo possa estar pronto. A coisa vai longe e sem data certa para realizar a tão sonhada mudança. A comunidade já merecia estar sendo atendida no novo local. Em fim, uma pena o erro de calculo do embaixador, até agora a comunidade está só na expectativa.
HBN – Notícias
Fotos Paulo Monauer
Publicado na Edição 51 – 05/28/2012 – Página 5
www.hellobrazilnews.com
www.pmonauer.com
facebook - http://www.facebook.com/pages/Hello-Brazil-News/137476439687817


Comunidades Seguras

Chefe de Polícia de Marlborough, Mark F. Leonard explica a nova lei 
A nova lei já está em vigor em Massachusetts. E a mídia comunitária tem que alertar a comunidade dos riscos que a população corre. Contudo colocar pânico em todos tem sido um exagero por parte de alguns meios de comunicação, que na verdade não levam a nada. Falar sobre a nova lei é um dever de todos, explicar expor os riscos da população, etc. Nada deve ficar obscuro ou oculto para comunidade em uma hora destas. Todo o imigrante ilegal corre risco sim de ser entregue para ICE quando for preso ou simplesmente levado para delegacia. Entretanto todos sempre correram estes riscos, por ser ilegal neste país. Com a chegada desta nova lei federal que se espalhou pelo USA inteiro, o risco de viver na ilegalidade ficou um pouco mais sensível, contudo nada tão assustador assim, afinal a vida continua.
Os cuidados de cada um devem ser redobrados. O imigrante ilegal deve se portar como um invisível para polícia se tiver esta postura, ai sim ele poderá viver a vida toda na ilegalidade sem ser incomodado. A fragilidade maior desta nova lei para imigrante ilegal é dirigir sem carteira e ser flagrado pela polícia. Todos nós sabemos da necessidade de muitos que tem que dirigir para viver por aqui, contudo o flagrante da polícia só ocorre quando o motorista está desatento, com faróis ou sinaleiras queimadas, quando está dirigindo com excesso de velocidade, não da o sinal do pisca na hora de virar a esquerda ou à direita, não para em faixas de segurança e ainda quando quer atravessar a sinaleira no amarelo. Quando bate o carro então à coisa fica feia de vez, isso significa ter que dirigi cuidando de si mesmo e para que ninguém bata em você, ou seja, cuidado dos outros. Um malabarismo singular, que a maioria da nossa comunidade tira de letra. Mas é sabido que tem muitos de nossos compatriotas que gostam de se complicar no transito, atropelam os cuidados, abusam da sorte e ai a coisa pode ficar feia ou não para eles depende do delito. Dirigir de madrugada em ruas desertas sem uma viva alma acelerando para ficar acima do limite de velocidade para chegar rápido ao destino, e a cilada mais comum que tem dos policiais. Sempre tem um carro de polícia escondidinho para pegar os malandros e é ai que a casa cai. O cuidado nunca é demais!
De acordo com o Chefe de Polícia da cidade Marlborough, Mark F. Leonard em entrevista coletiva nesta manhã de segunda-feira, 21 na sede da polícia da cidade para a imprensa comunitária, o Comunidade Seguras existe para prender criminosos, e não imigrantes trabalhadores que não representam um risco para a população. Mark, afirmou que quem não quer se ver livre de criminosos no seu cotidiano, que está lei pode ser uma coisa boa para os dois lados, para imigrante e para policia local.
Devido a muitos boatos infundados sobre a nova lei o Chefe de Polícia fez questão de tentar tranquilizar a comunidade imigrante que hoje representa mais ou menos 20% da população local da cidade. Marlborough tem hoje uma população oficial de acordo com senso de mais ou menos 40 mil habitantes entre estes habitantes locais ainda vivem mais ou menos de 8 a 12 mil ilegais que não foram contados no senso, o que eleva o numero de habitantes de Marlborough para mais ou menos 50 mil habitantes, segundo Mark. Ele diz que estes números não são difíceis de serem contabilizados é só ir às escolas e ver o numero de alunos imigrantes que cada uma tem, a partir daí se pode ter o numero de habitantes por família e logo chegar a um numero total.
A força policial da cidade de Marlborough tem hoje no seu quadro 65 oficias de rua, policias de campo e mais 15 de logística interna, totalizando um efetivo de 80 pessoas no seu departamento. Possui 14 carros com emblemas da polícia, 10 carros camuflados, motos e bicicletas para o patrulhamento da cidade.
Dentro do seu quadro de policiais, tem um brasileiro (contratado recentemente), um americano que está aprendendo português, outro que fala fluente espanhol e mais um que fala português de Portugal. O Chefe de Polícia Mark descarta a falta de comunicação na língua de origem para qualquer um que procure a polícia para fazer uma denuncia ou relatar uma violência domestica. Também aproveita para reafirmar que ninguém nunca vai ser questionado sobre sua situação imigratória ao procurar a polícia para fazer qualquer denuncia ou queixa crime, não existe esta possibilidade afirmou ele.
Quanto a Comunidade Seguras reafirmou; o objetivo da lei é tirar das ruas pessoas que cometeram crimes violentos, que repetiram infrações criminais varias vezes, ou que esta sendo procurado pela polícia por crimes que cometeu (não se apresentar a corte é um deles). Antes desta lei todas as polícias de MA, trocavam informações ao prender alguém com o FBI e continuam fazendo isso, contudo agora vão ter que trocar informações com ICE, também, ou seja, cruzar dados.  Isso não quer dizer que ICE vai vir correndo buscar qualquer pessoa que cometeu uma infração normal leve, até por que ele, Mark acha que o ICE vai ficar muito ocupado com tantos cruzamentos de informações e este não é objetivo da nova lei. Entretanto afirma ele: pessoas perigosas com certeza devem ser tiradas de circulação.
O Chefe Mark fez questão de frisar que em seu departamento não vai existir abusos, mas caso a comunidade saiba de algum abuso por parte de alguns de seus policias, as portas da sua sala está aberta para ouvir as denuncias de abuso e ele garante que vai investiga-las. Também não é seu objetivo colocar pânico na população ilegal local e quer manter a credibilidade conquistada com nossa comunidade nos últimos anos.
O processo normal de alguém que vai preso é primeiro tirar fotos e depois coletar as impressões digitais, depois disto se faz o cruzamento com FBI e agora com o ICE, diz Mark.
Nenhum serviço público vai checar seu status imigratório, todos podem ir ao hospital, ao médico, levar o filho na escola, andar na rua, fazer denuncia a policia, reclamar de algo irregular, fazer compras, nada disto é motivo para ter medo por parte da população comunitária, afirmou Mark.
Questionado sobre como anda o comportamento dos brasileiros na cidade e se dão muito trabalho a policia, Mark respondeu: A comunidade brasileira tem alguns problemas localizados como; morar muitas pessoas em um apartamento ou casa pequena; fazem festa às vezes até muito tarde onde fazem muito barulho incomodando os vizinhos; fora isso nada de delitos mais sérios, em suma se coportam bem na cidade. No final deu um conselho para que todos conheçam seus vizinhos e tem que procurem ter um bom relacionamento onde vivem.
Contudo o Hello recomenda: Ser preso por dirigir sem carteira não é um crime sério, mas é um delito e as pessoas estão descumprindo a lei e a polícia está presente para fazer com que as leis se cumpram, não tem como fugir disto, contudo ser preso várias vezes por dirigir sem carteira de motorista pode ser um risco para o motorista que pode ser enquadrado em casos de crimes repetidos para o ICE, é uma chance remota, mas verdadeira de cair na rede, portanto cuidado.
HBN – Notícias
Foto Paulo Monauer
Contato: pmonauer@hellobrazilnews.com
Publicado na Edição 51 – 05/28/2012 – Páginas 6 e 8
www.hellobrazilnews.com
www.pmonauer.com
facebook - http://www.facebook.com/pages/Hello-Brazil-News/137476439687817




BR Courier fecha seus depósitos nos USA inclusive o de Malden

Processo de devolução das caixas nos USA tomas outros caminhos
BR Courier fecha as portas do depósito de Malden. Quem pegou, pegou quem não pegou a sua caixa de volta vai ter esperar um comunicado oficial do Trustee (pessoa encarregada para fazer o encerramento da BR Courier pela corte de NJ) para ver como deve proceder para fazer isso daqui para frente. O depósito de Malden tinha no seu interior mais de 4,5 mil caixas. Um volume bem mais acima do que foi anunciado pela empresa em um primeiro momento que era de 3,5 mil caixas. De acordo com os encarregados das devoluções ainda ficaram no depósito por volta de 400 a 500 caixas que não foram resgatadas pelos seus donos. Mesmo tendo uma sobra de caixas altíssima no depósito. Os responsáveis dizem que apesar de tudo o balanço foi muito positivo, pois foram devolvidas mais de 4 mil caixas só em Malden. As notícias que Hello obteve foi que outras filiais da Atlanta, Florida e New Jersey, também ficaram com saldos de caixas a devolver e hoje também estão fechadas.
Bem o que fazer?
Quem não conseguiu pegar a sua caixa no depósito de Malden ou em um outro da BR Courier?
O Trustee responsável pela falência está negociando com 3 empresas de transportes brasileiras renomadas para eles assumirem a responsabilidade da devolução destas caixas.
As negociações estão avançadas;
·        Em um primeiro momento seria feito um levantamento das caixas antes de removê-las para outro local.
·        A empresa que aceitar devolve-las deverá ceder um espaço no seu depósito por um período de seis meses para que eles clientes resgatarem suas caixas sem custo para BR Courier.
·        A empresa tutora deve também divulgar na mídia a posse destes volumes e seus números para que os clientes possam localiza-las e ir busca-las.
·        Depois de seis meses se os clientes não buscarem suas caixas elas poderiam ser doadas a instituições de caridade.
Por outro lado;
·        A empresa tutora pode se o cliente quiser reenviá-las ao Brasil e ganhar o dinheiro da remessa.
·         Acreditando neste filão de mercado é que algumas empresas querem assumir a tutela junto ao Trustee da BR Courier das restituições das caixas aos donos.
As negociações com estas transportadoras ainda não terminaram e os moldes deste acordo ainda não foram acertados em definitivo, mas as posições são mais ou menos estas.
Quanto às caixas que ainda estão no depósito da BR Courier de Malden você pode encontrar a lista delas no www.hellobrazilnews.com, www.pmonauer.com ou no facebook Hello Brazil News.
O Hello vai seguir acompanhando o caso BR Courier. Tem muito a se desvendar nos portos do Brasil, e inúmeras famílias desesperadas atrás de suas mudanças e não sabem onde encontra-la. O serviço no Brasil e mais árduo e investigativo. Vamos tentar conseguir listas dos clientes dentro de cada container, etc.
Também na próxima semana voltamos ao caso Ipanema Moving, existe muita confusão com o despachante do Rio de Janeiro que acompanha o caso e com a empresa de transporte que faz a desova da Ipanema que diz não ter mais nenhuma caixa da Ipanema Moving em São Gonçalo. Por outro lado a Transportadora Ramos estas devolvendo alguns caixas da Ipanema, e por ai vai. Aqui nos USA tem muita gente colocando os donos da empresa na corte, uma vez que a falência da empresa foi FAJUTA (Ipanema Moving), nunca existiu. Logo teremos os resultados das cortes uma vez que Ipanema não está comparecendo as cortes e logo vão aparecer muitas ordens de prisão para os seus diretores e sócios.
HBN – Notícias
Foto Paulo Monauer
Publicado na Edição 51 – 05/28/2012 – Página 10


Wednesday, May 16, 2012

BR Courier - Porto de Itajaí - Cabeça de Container Cesar Luciano Cavalari - LISTA de clientes que tem volume neste container

Lista de todos os clientes que tem volume neste container e quantidade volumes de cada um.



HBN-Notícias Paulo Monauer
Contato Hello Brazil News: pmonauer@hellobrazilnews.com
Fotos Paulo Monauer
Mais listas de cabeças de containers e conteudos no:
www.hellobrazilnews.com ou facebook - Hello Brazil News

Capitão Furacão: Os “Avengers” brasileiros estão a caminho


Vou começar dizendo que não usei uma palavra do inglês por falta de uma no meu querido português. É que fui assistir ao filme “The Avengers” na semana passada, e não pude deixar de pensar na falta que eu senti do Nacional Kid, junto daquele grupo de super-heróis. É bem verdade que não acho que o meu adorado super-herói iria querer ajudar a salvar a população do mundo (aliás o “mundo” no filme parece se resumir a NYC, mas filme feito em Hollywood tem destas coisas mesmo, né?). Como o Nacional Kid nunca fez sucesso nos Estados Unidos e nem em nenhum outro lugar do mundo além do Brasil, acho que se o tivessem convidado para o filme, ele teria dito não.
Na minha infância lá no Brasil, eu não lia estória de quadrinhos com super-heróis; portanto, só lembro daqueles que passavam na televisão. Lembro que nunca fui com a cara do Superman; o Batman me parecia muito problemático emocionalmente, sempre precisando do pequeno Robin; o Thor eu achava bonito porque ele é loiro (uma dessas coisas absurdas que a cultura e a mídia põem na cabeça da gente, mas enfim…), o Zorro era tudo de bom pra mim, bonito e politizado, sempre lutando contra a tirania política e do lado dos oprimidos. Mas eu adorava mesmo era o japonês baixinho, com aquela pose de super-homem japonês sempre salvando as criancinhas. Agora, o curioso é que quando pensei na palavra super-herói, só me vieram à mente os estrangeiros. Deve ser porque nunca fui chegada a quadrinhos, a não ser os da turma da Mônica, da Bolota, e da minha grande super-heroína, a Magali, que comia uma melancia inteira e era pequenininha como eu. Para mim, não há sombra de dúvida de que uma cultura que tem tantos super-heróis, deve realmente precisar deles. Seja porque estão sempre sendo atacados, seja por patriotismo exarcebado (existe isto, não?). Não dá para negar, por outro lado, que a idéia de seres humanos que podem voar é mágica tanto em nossa infância como na vida de adultos. Diante de tantos super-heróis norteamericanos, vou ao “mestre google” e acho os “avengers” brasileiros e encontro: O Gralha,  Necronauta, Raio Negro, Quebra-queixo, e os dos programas infantis Capitão AZA e Capitão Furacão ( aos quais nunca assiti, pra ser sincera). As perguntas que ficam no ar são: Que cidade representaria o “mundo” num filme de super-heróis brasileiros? E, será que se eles tivessem sido convidados, teriam aceitado o convite para ajudar aos super-heróis do filme Avengers a salvar NYC? Eu acho que sim, porque nós somos um povo muito gente fina.
Até a semana que vem, se Deus quiser.
HBN – Coluna – Eliani Benaion Basile
Siga-nos no Facebook – Hello Brazil News
Hello Brazil News – Edição 50  - 05/15/2012 – Publicado na Página 18

ABI-Inter – Associação Brasileira de Imprensa Internacional


A ABI-inter hoje tem representatividade ativa na Ásia, Europa e Américas.
A ABI-Inter, durante o Press Award realizou eleições com voto aberto para os associados, o resultado foi que seu atual presidente Zigomar Vuelma foi reeleito para o biênio de 2012 e 2013 e tem como seu novo vice o Advogado Moises Apsan. O destaque na ABI-Inter para Massachusetts foi que Paulo Monauer e Edirson Paiva que também fizeram parte da chapa vencedora nas eleições e foram também empossados como membros do conselho de ética, Paulo Monauer já fez parte de diretoria da ABI-Inter no biênio 2008 e 2009 como tesoureiro e também é sócio fundador da mesma, agora volta a trabalhar na diretoria, Edirson Paiva e um novo associado que vem agregar forças a ABI-Inter.
Lista dos sócio-ativos com poder de voto na ABI-Inter em Massachusetts:
·        Paulo Monauer
·        Edirson Paiva
·        Edirson Paiva Jr.
·        Helenita Morais
·        Helena Martin
·        Éldio Macedo
·        Monica Freitas
·        Itaboraí Melo
·        Fabiana Miranda
Composição da chapa vencedora nas eleições da ABI-Inter 2012
Presidente: Zigomar Vuelma
Vice: Moises Apsan
Secretaria: Laine Furtado
Tesoureiro: Eraldo Manes
1 Tesoureiro: Ana C. Martins
Conselho de Ética
·        Edilberto L. Mendes
·        Edirson Paiva
·        Fernanda Cirino
·        Márcia Curvo
·        Paulo Monauer
·        Roberto Lima
Conselho Fiscal
·        Ady Coutinho
·        Cesar Gomes
·        Marco Alevato
Relações Publicas
·        Antonio Martins
·        Carlos Borges
·        João Viana
HBN – Notícias – Paulo Monauer
Foto ABI- Inter
Siga-nos no Facebook – Hello Brazil News
Hello Brazil News – Edição 50  - 05/15/2012 – Publicado na Página 6


Massachusetts vira destaque no Press Award 2012



No ano em que a mídia comunitária nos USA completa 40 anos e o Press Award, 15 anos o estado de Massachusetts acumulou mais prêmios do que qualquer outro do país, no evento.  Sem dúvida este foi o melhor Press Award de todos os tempos, e não por que nosso estado ganhou mais prêmios que outros estados, mas por que este foi o evento que teve mais qualidade, conteúdo e participação popular do que todos os outros.  O Carlos Borges é sem duvida o melhor vendedor da cultura, do talento brasileiro aqui nos USA, o mentor da festa com todas as glórias. Foram 6 dias intensos de atividades e meses de preparação antes do evento. O Press Award/Focus Brasil teve 14 painéis destes participaram 51 convidados como palestrantes de mesa. Circularam nestes seis dias mais de 4 mil brasileiros na grande festa. Apreciar e participar do evento e uma oportunidade rica, única e singular de interagir socialmente com a comunidade, sem falar no grande benefício pessoal e profissional que cada um traz na bagagem no fim do evento. E um ótimo momento de mensurar como vai nossa cultura a nível nacional, nossa comunidade e a mídia em geral dentro dos USA. Focus Brazil/Press Award é mais do que um evento, mais do entregador de prêmios, de estatueta é um local de puro enriquecimento cultural atualizado que carrega as baterias da nossa comunidade e torna a chama do nosso patriotismo mais forte em nossos corações e ajuda muito a cada dia termos mais orgulho de sermos brasileiros. Ainda existem algumas mídias, empresários e pessoas ligadas à cultura e as comunidades brasileiras, que só se dão ao luxo de estarem lá presentes se forem agraciados com algum prêmio. Uma pena! Perderam mais uma vez. Este ano novas portas e novas oportunidades e parcerias que estavam sendo trabalhadas há anos começaram a dar resultados positivos. Coisas importantes como no que diz respeito a recursos financeiros individuais para cada empresa, ONG e mídias que participam do evento deram resultado. Não é nenhum tesouro no fim do arco-íris, mas é um início que parece ser promissor, tem dinheiro vivo entrando para algumas ONGs e permutas em troca de passagens e estadia para membros da mídia para este e outros eventos. Algo postulado por anos a fio, mas que depois de 15 anos de luta começam a dar resultados promissores. O Movimento Educacionista sob a direção da Arlete Foalkowski, aqui de MA saiu do evento com um cheque de $5 mil dólares do governo brasileiro para incrementar seu trabalho aqui na língua portuguesa, na verdade um reconhecimento ao seu esforço e não foi a única a receber tal auxilio, teve inúmeras ONGs que ganharam o mesmo valor. Algumas mídias fizeram uma permuta com uma grande empresa multinacional colocando publicidade em seus jornais e revistas em troca receberam a passagem e estadia paga para ir ao evento. Nada de milagres financeiros, mas este Press Award abriu umas portas que já jamais se abriram para nossa comunidade, portas que sempre existiram, mas precisaram de anos de luta para se abrirem. Na verdade são pequenas coisas que podem levar a outras maiores. Ficar de fora de um evento deste para alguém que tem ação ativa na comunidade e como é fechar as portas do seu mundinho e se trancar em seu casulo comunitário local. Em um mundo moderno que vivemos que prega interatividade constante não buscar trocar ideias, ver como outros agem e fazem tudo acontecer ao seu redor e na comunidade brasileira aqui nos USA é no mínimo um retrocesso nostálgico que desqualifica qualquer um. Ainda durante o ano de 2012 teremos o Press Award/Focus Brazil na Europa e no Japão, agregado a reuniões e premiações da ABI-Inter.
Veja a relação dos 12 contemplados de Massachusetts no Press Award 2012:
·        Jornal - Hello Brazil News
Prêmio – Reportagem Prestação de Serviço
Matéria – Caixas para o Brasil – Autor Paulo Monauer
·        Jornal - Hello Brazil News
Prêmio – Reportagem Esportiva
Matéria – Entrevista Exclusiva Paulo Pelaine - Autor Éldio Macedo
·        Revista - Brazilian Magazine
Prêmio - Reportagem Original
Matéria – Covardia Masculina – Autor Marconi de Almeida
·        Revista - Só Festa
Prêmio - Revista Design
·        Rádio - Show do Leandrinho
Prêmio - Humor e Entretenimento
·        Rádio – Fabiana Miranda
Prêmio – Serviços Comunitários
·        Radio – 650AM
Prêmio – Programação Brasileira de Rádio
·        TV – Tele Brasil
Prêmio – Cobertura Esportiva
·        Publicidade – Go Forward
Prêmio – Advertising Awards
·        Publicidade - Áurea Vídeo
Prêmio – Advertising Awards
·        Movimento Educacionista/USA
Prêmio – Iniciativa
·        Brazilian Heritage Foudation
Prêmio – Especial do Board
*Nossa mídia local ganhou o foco nacional em alto nível.
** O Hello Brazil News fez as honras em nome das mídias escritas dos jornais locais de Massachusetts, faturando dois prêmios nacionais.
HBN – Notícias – Paulo Monauer
Siga-nos no Facebook – Hello Brazil News
Hello Brazil News – Edição 50  - 05/15/2012 – Publicado na Página 5


O programa ‘Secure Communities’, está ai. E agora?

Vamos sair correndo? Vamos morrer de medo? Não vamos mais sair de casa?
Colocar a população em pânico nesta hora é no mínimo irracional e imaturo. Falar de terror é ser leviano demais eu diria. O problema é sério, e deve ser tratado desta forma. ONGs e afins devem continuar a pressionar o governo de Massachusetts, mais diretamente o governador Deval para buscar uma saída possível para os imigrantes ilegais neste caso e principalmente para eles não perderem a confiança na policia local, afinal este trabalho de aproximação da polícia com a comunidade vem sendo desenvolvido há anos com grande êxito e não vale a pena por tudo a perder, justo agora depois de tantas conquistas. Este é maior argumento que temos como imigrantes ilegais no meu pensamento, para tentarmos reverter ou amenizar a implantação deste programa, que já é um fato. Até por que as consequências de uma perda de confiança na polícia local podem deixar muitos crimes sem solução, em aberto, uma vez que nenhum imigrante ilegal no que depender dele não vai colaborar com a polícia para elucida-los e ou talvez procura-la para uma denuncia de crime, motivado pelo medo de nem sair da delegacia, mesmo que isso seja uma hipótese remota ou quase impossível de acontecer neste caso. Tudo isso pode levar a aumentar o índice de violência no estado e todos podem sair perdendo, população imigrante e governo.
·           Qual o objetivo deste programa?
Tirar de circulação do país, criminosos e pessoas que estão sendo procuradas pela policia ou imigração. Contudo existe uma crítica geral na prática deste programa por instituições que defendem os imigrantes, que já fizeram algumas denuncias de abusos do ICE em alguns casos, ou seja, a imigração prendeu e deportou imigrantes que nem estavam sendo procurados pela policia ou pelo ICE, e nem eram criminosos, só tinham seu tempo de permanecia no país vencido. Está é maior polemica do programa, apesar de que o índice de abusos tem sido infinitamente inferior aos de acertos pelo ICE, contudo nenhum ilegal quer correr este risco de ser injustiçado.
·           Qual o seu risco ou o maior risco neste caso deste programa?
Dirigir sem carteira de motorista.
·           Quais as consequências de ser preso sem carteira ou de se envolver em um acidente de transito, como vai funcionar o programa?
Você pode ser levado para uma delegacia de polícia e suas impressões digitais podem ser recolhidas e compartilhadas com imigração. Feito o cruzamento da polícia local com o banco de dados da imigração, sua ficha completa aparece na hora no computador.
·           Risco um: se você é um imigrante ilegal e estiver fora do seu tempo de permanência no país, suas chances de ser deportado são poucas. Se a regra for seguida a risca do programa ‘Comunidades Seguras’, você não vai ser deportado por estar ilegal no país, e  ai só vai sofrer as sanções da infração das leis de trânsito como de costume; corte, multa e liberação para voltar a circular nas ruas sem problema.
·           Risco dois: Se você tem uma corte de imigração que não compareceu, e além de estar fora de seu tempo de permanecia, tem muitas chances de ficar preso na imigração. Isso agregado ao um monte de fatores que tem que postular contra você e claro naquele momento o ICE ter o tempo e agentes para ir recolher você e leva-lo para um presídio da imigração.
·           Se você estiver de carona com um motorista ilegal, pode ser preso também? Corre o risco de ser deportado?
Risco você corre sempre, afinal é um indocumentado no país. Contudo é raro um policial pedir documento para os passageiros, entretanto pode acontecer, mas até chegar ao ponto de você passageiro além de mostrar seus documentos caso seja solicitado e ser levado preso também é mais raro ainda, entretanto é possível. Normalmente quem leva ‘chumbo grosso’ neste caso é o motorista e não o passageiro.
·           Mas então eu não dirijo, vivo longe de carros, corro risco também?
A chance de alguém ser pego por ser clandestino sem estar dirigindo ilegalmente, andando dentro da lei, e não se arriscando muito em viagens em aeroportos de grande movimento, as estatísticas comprovam que é uma em um milhão. Não podemos tapar o sol com a peneira, e nem fingirmos que esta tudo bem, afinal risco sempre corremos quando somos ilegais, dentro de um país seja ele qual for. Logo convivemos com riscos, eles fazem parte do nosso dia a dia, contudo muita gente abre mão da sua segurança, por acreditar que com ele nada acontece daí para ser pego é um pulo, principalmente no transito, dirigindo.
·           Como faço com minha vida diária; levar meu filho na escola, ir ao médico, andar de ônibus, metro, trem, estudar, trabalhar, ir ao cinema, fazer compras, baladas, ir a restaurantes, aplicar para o ‘Free Care’, ir às cortes de ‘Small Claim’ buscar meus direitos, fazer queixa na delegacia, etc.?
Siga sua vida com a mesma normalidade de sempre. É importante que nossa comunidade entenda que nada disto coloca em risco a sua ilegalidade. Estas funções ou atividades diárias são normais e jamais você vai ser preso por isso.
Boa semana!
Paulo Monauer
Contato: pmonauer@hellobrazilnews.com
www.hellobrazilnews.com
www.pmnonauer.com
Siga-nos no Facebook – Hello Brazil News
Hello Brazil News – Edição 50  - 05/15/2012 – Publicado na Página 2