Wednesday, December 24, 2014

Direitos Humanos – Presos – Consulado de Boston

Cai Glênio Bongiolo entra Marcos De Paula,
porém neste meio ainda tem a Ministra
Depois das denuncias publicadas pelo Hello Brasil Boston News, nas últimas edições a respeito do trabalho deste incompetente servidor administrativo consular, Glênio Bongiolo morador da grande Boston, que desde novembro de 2013 tinha a responsabilidade de visitar e manter relatórios atualizados sobre o seu trabalho junto aos presos, perdeu a função, apesar de sua atuação ter sido vergonhosa até aqui ele não foi demitido do serviço consular, afinal de contas tem costas quentes no consulado, a sua amiga e chefe Maria Helena Pinheiro Pena.
Maria Helena Pinheiro Pena é a Ministra do Consulado (ministra quer dizer algo como segunda pessoa no consulado), e comete arbitrariedades à ‘rodo’, incontáveis no consulado desde a sua chegada a Boston. Nos últimos anos depois da saída do seu esposo do comando do consulado perdeu as estribeiras e atropela tudo e todos que estão a sua frente, mas não conseguiu manter Glênio seu fiel escudeiro na função que ela designou ‘cuidar dos presos’.
Glênio foi desmascarado a partir do momento que forneceu relatórios falsos de visitas a brasileiros presos em Massachusetts. O Hello fez várias matérias sobre o tema denunciando o trabalho vergonhoso do Glênio. A partir daí seria um suicídio da Ministra Maria Helena Pinheiro Pena, mantê-lo na função. Mesmo assim hoje ele ocupa outras funções bem próximas a Ministra Maria Helena, e continua como o queridinho da chefa mais prestativo do consulado.
Glênio tem uma lábia convincente, e se a pessoa não for ‘exper’ se deixa enrolar pela sua conversação. Porém ele nunca teve sucesso persuasivo dentro da comunidade, aquele velho ditado ‘quem te conhece não te compra’. Glênio enrolou, forjou números, omitiu visitas, extraviou fax de presídios e por ai vai. Ele trabalhou no setor de visitas aos presos como se todo o processo de vistas do consulado de Boston que já existe há anos começasse a partir dele, do momento que ele assumiu a função, ele ignorou os históricos anteriores de visitas e relatórios, dando um fim ao um método de trabalho eficiente para implantar o seu método tosco. Foi um desastre total. Consequência disto inúmeros brasileiros presos de imigração e criminais brasileiros ficaram a deriva na sua gestão, que só funcionou com casos em que não existia alternativa, se não atende-los. Uma verdadeira negação profissional, hoje está fora desta função.
Marcos De Paula é o novo homem dos presos no consulado. Nossa redação não conversou com o Marcos, pois qualquer contato com ele seria impossível, ele esta arredio ao Hello, não por causa dele, mas sim por causa de sua chefa Maria Helena Pinheiro Pena. A nossa redação sabe destes problemas internos do consulado e ficamos observando de longe e acompanhando o trabalho de Marcos neste período de quase um mês que está nesta sua nova função. Marcos até aqui tem se mostrado o oposto de Glênio, eficiente, sai para fazer visitas aos presos regularmente e mantém relatórios constantes do seu trabalho que pode ser facilmente comprovado ao contrario de Glênio, onde 90% das suas informações eram totalmente duvidosas e desorganizadas.
Marcos nesta ultima semana quis boicotar todos os membros do conselho de cidadãos, marcando uma reunião secreta com algumas pessoas da comunidade que nunca estiveram presentes em uma reunião do conselho. Estas pessoas, Marcos apontou como sendo pessoas que ajudam presos brasileiros em Massachusetts, e queria discutir com eles problemas prisionais de brasileiros. Contudo foi atropelado por Dário Galvão que descobriu tal reunião e ela foi desmarcada.
·         Ministra Maria Helena Pinheiro Pena concede privilégios à mulher presa
Um dos objetivos desta reunião secreta de Marcos com alguns membros da comunidade era para relatar o trabalho esplendoroso da Ministra Maria Helena Pinheiro Pena com uma mulher brasileira que hoje está no presídio de Framingham. Esta mulher tem 26 anos, foi presa na cidade de Lawrence, ela no momento em que foi presa tinha cinco mandatos de prisão entre eles; dirigir sem carteira, uso de drogas, e outros mais. Ela é filha de uma personalidade bastante famosa em Brasília, e estava sem contato com a família há seis meses. O bam bam (membro de sua da família) de Brasília pediu para a Ministra encontrá-la. Ele não mediu esforços e encontrou a menina no presídio de Framingham (esta mulher  não constava na lista de presos do Glênio, mas estava lá presa). A partir daí não mediu esforços para libertar a mulher de 26 anos, fez vistas a menina, contratou um psiquiatra exclusivamente para dar assistência à mulher, o objetivo dela com o psiquiatra era para ele dar um laudo médico que ele pudesse beneficiar a mulher na ‘sessão 12 da lei americana’, que é ser ‘declarada mentalmente incapaz por uso de drogas’, e assim deportá-la para o Brasil e devolve-la para os pais. Maria Helena se virou em dez e esta prestes a completar sua missão. A mulher de 26 anos, mesmo tendo varias acusações criminais contra ela pode sair ilesa da situação por causa do laudo do psiquiatra. Brilhante, palmas para a Ministra Maria Helena Pinheiro Pena, afinal este é um caso de sucesso dela, mas não de êxito, por que salvou uma presa de uma forma irregular para uma diplomata e deixou centenas de outros brasileiros presos aqui no estado para traz. Ela usou dois pesos e duas medidas para salvar esta mulher de 26 anos.  Ela usou verbas do consulado para pagar um psiquiatra para esta moça! Ops de onde ela desviou este dinheiro para isso? Não existem verbas para pagar este profissional nesta função no consulado.  Por estas e por outras que alguns colegas seus de outros consulados estão afirmando que o Consulado de Boston vai passar por uma auditoria do Ministério de Relações Exteriores. Outra bomba que vai ao encontro desta afirmação é que tem um advogado de Boston que prestou um serviço para consulado (E todo mundo se questiona que serviço foi este?) não foi pago. Indignado ele mandou a conta para Brasília, para o Ministério de Relações Exteriores, e a coisa está dando o que falar. Será que tem desviou de dinheiro em Boston. Quem será que autorizou tudo isso acreditando em uma impunidade? Quanto à mulher de Framingham de 26 anos, com cinco mandatos de prisão e já foi em mais de dois cortes, pode voltar para o Brasil a qualquer momento a Ministra deu seu jeito para isso e mexeu seus pauzinhos e usou verbas do consulado indevidamente para pagar o psiquiatra e mesmo sendo este um caso complicadíssimo, com todas as irregularidades que ela cometeu, a Ministra quer os louros do feito. Fica a pergunta; Porque ela não teve a mesma atitude com presos como o Antonio Coco Dadalto, Renato Gomes, Marcelo Gonçaves Mota e Alexandro Ribeiro e muitos outros denunciados aqui no Hello como presos abandonados pelo consulado? Agregado a tudo isso tem suas crueldades com outros funcionários administrativos de Boston que não seja o Glênio, alguns afirmam que é ela grossa, desregrada, autoritária, por que é ‘bipolar’, hoje todo mundo tem um pouco de ‘bipolar’, mas nada justifica suas grosserias principalmente agora que é a manda chuva no consulado, pois a nova Consulesa Grivania Oliveira esta programada para chegar em janeiro de 2015, até lá só dá Maria Helena no pedaço uma vez que Embaixador Frederico C. Araujo já bateu pernas e voou, ou melhor se aposentou.
Contudo temos que reconhecer que Marcos De Paula tem feito um bom trabalho junto aos presos e tem o total apoio da comunidade até que se prove o contrário a respeito do seu trabalho, mas até aqui está de parabéns. Só por favor, não boicota a comunidade a gente acaba descobrindo.

HBBN - Paulo Monauer
Fotos Divulgação    
www.hellobrasilnews.com
www.facebook.com/hellobrazilnews

No comments:

Post a Comment