Thursday, December 18, 2014

Espaço do Leitor

Destaque/ Massachusetts
Aqui o leitor tem espaço e é prioridade!
Erro de Gramática
Paulo,
Edição 179
Tem um erro de gramática aí na capa. Onde lê-se sega o correto é cega.
Helena – Cambridge
Resposta do editor
Você esta corretíssima.
Desculpe nosso erro.
Obrigado por sua ajuda.
Paulo Monauer

Foto Errada
Paulo,
Edição 179 página 27
A foto publicada que diz Dr. Fernando Kroeff patrono do Grêmio, é a do atual presidente Dr. Fábio Koff.
Éldio – Rio de Janeiro
Resposta do editor
Desculpe nosso erro.
Você esta certo.
Obrigado!
Paulo Monauer

Alexandro Gomes - Preso I
Paulo,
Edição 178 páginas 6 e 8
Prezado editor foi com muito interesse e tristeza que li a reportagem sobre o Alexandro Gomes. Na reportagem o jornal crítica o consulado por não agir, eu acho que a crítica é injusta porque o consulado não tem acesso e não pode interferir no trabalho de uma casa de detenção provisória, cada uma delas tem o seu Sheriff e cada uma tem as suas regras, não estou defendendo o tratamento dispensado ao Alexandro ou a outros presos, mas é comum não só com presos brasileiros, mas muitos presos serem enviado ao calabouço por mal comportamento o por indisciplina, muitas vezes os que são presos pela primeira vez não sabem como funciona a cadeia e ai por qualquer coisa você pode ser enviado ao calabouço, não manter sua cela, limpa, não levantar na hora da ronda, brigas, etc. são motivos para levar um ao castigo e ai a pessoa sofre porque só tem 3 alimentações por dia, muitos lugares como Worcester não pode ter coisa para sua higiene pessoa como desodorante então a pessoa sofre e muitos ficam tão estressados que os guardas tomam essa pessoa como doente mental e por isso os envia ao State Hospital de Bridgewater. Outra coisa é o caso da deportação dele, não se deporta com essa facilidade. Só se o promotor soltar o caso, mas até que termine o caso eles não entregam para imigração, dependendo também do caso se for um caso de corte municipal pode ser que saia logo, mas uma de corte superior demora mais, e o advogado dele creio que está cobrando demais para defender ele de um simples caso de agressão, muitas vezes nos enganamos pensando porque contratamos um advogado o caso acelera, mas não é assim as cortes tem seus ‘schedules’. Fica aqui o meu conselho para qualquer brasileiro que preso, se não te soltam com fiança e te mandam pra cadeia, lá você tem que cooperar com os guardas porque se não coopera a vida fica difícil. Outro conselho não vai pegando o primeiro advogado que você encontre, consulte uns 2 ou 3. Contratar um advogado não é garantia de sair rápido, outra coisa a corte prove advogados pra os que qualificam, pegue um advogado da corte, o processo é o mesmo, um advogado particular não vai acelerar teu caso porque tu ta pagando, é a corte quem dita ás regras. 
Souza – Massachusetts
Resposta do editor
Não entendi sua tristeza com a matéria. Pelo que eu entendi você absolve o consulado e não esta triste pelo que está se passando com o Alexandro Gomes. Você acha que tudo o que ele esta passando está correto e tem uma explicação para cada dificuldade dele e da sua mãe neste caso. Acho que você é um ‘exper’ em presos em Massachusetts. A palavra empatia inexiste no seu vocabulário?  Você tem consciência que o Consulado de Boston estava há mais de 10 meses sem fazer visitas a presos brasileiros em Massachusetts? Só enrolou neste tempo. Você tem consciência que um ou dois diplomatas do consulado devem fazer visitas semanais, regulares a presos? Você sabia que todo o diplomata quando se forma ele recebe treinamento especifico para averiguar irregularidades contra os nossos compatriotas presos? Você sabe ou conhece algumas das funções deles nestas visitas? Entre outras a função deles nestas visitas é; averiguar se o brasileiro está sendo maltratado, se está precisando de alguma coisa, entre elas contato com a família. Se eles estão doentes e se estão sendo atendido por um médico, recebendo medicamento. Se estão dando alimentação regular para eles. Se eles estão sendo coagidos ou sofrendo abusos físicos e mentais de alguma forma. Você sabe qual a diplomata responsável em Boston por este trabalho: Maria Helena Pinheiro Pena, você quer defender quem não está fazendo seu trabalho, e quando faz, faz com interesse pessoal? Você sabia que os direitos humanos diplomáticos são regidos por leis internacionais que podem e devem ser usados para salvaguardar os direitos de um preso de qualquer nacionalidade? Você sabia que no caso do Alexandro Gomes, ele nunca havia sido visitado pelo consulado desde que foi preso, ou melhor, por um diplomata consular, mesmo depois de a mãe dele estar ‘implorando’ na porta do consulado para isso e pedindo ajuda, por meses? Ele só foi visitado pelo consulado agora depois de estar internado no manicômio, apesar de não ser um louco, nem diagnosticado como louco por um médico, que estão dando remédios de louco para ela, que de está tão dopado que quase não reconhece a mãe? Ele está cheio de hematomas pelo corpo, uma luxação no pulso depois de ter apanhado ou ter sido torturado no presídio. Acho que desconhece que existe uma lei internacional de direitos humanos. Desculpe, mas também acredito que você não sabe o que esta escrevendo com referencia ao consulado brasileiro e suas obrigações, por outro lado acho que você sabe de tudo o que se passa dentro de um presídio, e sabe o passo a passo de um preso. Também acho que você não sabe nada sobre dor, sentimentos, empatia de mãe para salvar seu filho, e o que ela é capaz de fazer para isso; ser passada para trás por um advogado, fazer plantão na porta do consulado pedindo ajuda, recorrer a amigos e parentes para conseguir dinheiro, se endividar toda, além de sofrer sozinha, e quanto mais difícil fica para ela mais ela luta. Não tenha duvidas que estava ou esta havendo uma omissão da diplomacia brasileira em Boston, contra o Alexandre e contra inúmeros outros presos. Nós estamos listando os nomes de muitos em nossas matérias semana a semana aqui no Hello. Obrigado pelo seu empenho e por se comunicar com nossa redação e dar a sua opinião, mesmo que seja contra o que publicamos ela é importante. 
Paulo Monauer  

Alexandro Gomes - Preso Il
Paulo,
Edição 178
Sua matéria ficou ótima. Eu agradeço a maneira correta de como você descreveu o que eu e meu filho estamos passando, quero agradecer a você. Porém quero fazer uma pequena correção no seu texto. Você colocou que meu filho Alexandro Gomes ficou 4 dias na solitária, você errou neste item ele ficou 30 dias na solitária.
Linda – Somerville
Resposta do editor
Agradeço a senhora pela credibilidade de me confiar contar a sua história e de seu filho.
Estou à disposição. Desculpe o meu equivoco na quantidade de dias que ele ficou na solitária.
Paulo Monauer

No comments:

Post a Comment