Friday, October 28, 2016

Momento Católico

O Hello Brasil Boston News deflagrou através de uma denúncia na semana passada a situação de desconforto de membros brasileiros católicos na nossa comunidade na cidade de Somerville.  Têm muitas pessoas dentro da comunidade que pensam que publicar uma denúncia deste porte na imprensa pode afetar a instabilidade da comunidade ao expor a instituição católica. Muitos preferem abafar o caso ou passar um pano por cima ou até esconder toda esta sujeira debaixo do tapete da comunidade. É claro que isso não é bom. É vergonhosa a fragilidade de quem quer defender ou remediar alguém que comprovadamente tem problema na comunidade, seja quem for, principalmente como esta sendo o caso do Padre Ademir Guerine. Ele tem uma denúncia de assédio sexual oficial e isso é um fato, nossa redação sabe o nome e sobrenome da autora da denúncia, do seu marido, das testemunhas que já prestaram depoimentos neste caso. Como que alguém pode tentar amenizar isso? Nem vamos tocar no detalhe dos inúmeros outros problemas do Padre Ademir, só este, por si só, dispensa defesas de mídias ou quem quer que seja na comunidade. Fica a pergunta: Por que não apoiar a denuncia do Hello, dos fieis católicos e dar apoio para quem trouxe o caso a público? Tem muita gente que tem vergonha de dar o credito para quem é de direito na comunidade local. Será por quê? A melhor e a verdadeira mídia no mundo sempre foi e sempre será a investigativa, mas este conteúdo não é para qualquer mídia, mas o Hello Brasil vive e respira a comunidade e é considerado pelos brasileiros residentes locais o principal jornal de Boston, por matérias como esta e muitas outras e isso também é uma fato.  
Como fica a fé católica neste caso
A fé católica não esta em jogo, a soberania da igreja católica continua imaculada. A exposição de situações irregulares na conduta dos padres/sacerdotes de paróquias não tem mais como ficar obscuras. Isso é uma realidade irreversível.   Os padres precisam saber que a época do domínio, do imperialismo, do silêncio por medo, acabou. Padre é Padre. Sendo um sacerdote precisa ter um comportamento que condiz com o seu ministério. Padres mais maduros com idade entre 45 a 60 anos tem tido mais e mais problemas com os fieis, não sei se é por que são da velha guarda, tem vícios e manias e se acham intocáveis, senhores de suas paróquias, e fazem o que querem e como querem, quando querem. O confronto esta sendo inevitável com os fiéis católicos com a evolução do mundo, os fieis estão em outro patamar e os padres pararam no tempo. Os fieis têm sua fé inabalável na doutrina católica, mas não estão mais dispostos a passar a mão na cabeça de padres alcoólatras, visivelmente pervertidos, autoritários e sem nenhuma condição mental e psicológica administrativa.  Logo, logo a administração da igreja católica vai entender que precisa não de um Sacerdote para cada paróquia, mas dois, isso poderia amenizar os problemas, ou isso poderia dar um equilíbrio no comando e administração espiritual e administrava da uma paróquia. Contudo uma reciclagem na velha guarda sacerdotal não seria nada mal, uma vez que eles só fazem decair a imagem da igreja em algumas paróquias.
Transferência de Padres
Este rodízio de padres brasileiros nas muitas cidades onde tem uma paróquia brasileira em Massachusetts é uma vergonha. Tiram um padre problemático de uma cidade e colocam em outra ao lado. Ou seja, a maioria dos Padres tem problemas na comunidade, Vamos para um exemplo prático e objetivo incontestável para qualquer um; Padre Pedro, muito conhecido na comunidade, começou em Lowell, era um padre ‘bebum’ todos sabiam disto, com inúmeros problemas em Lowell, ferquentador de casas noturnas dentro da comunidade brasileira, um ’baladeiro’ nato. Fez inúmeras vezes o trajeto de Lowell para Boston só para curtir a noite, ou melhor, desaparecer.  Para resolver o problema da paróquia de Lowell a Arquidiocese resolveu transferir o Padre Pedro para Cambridge. Transferência nada inteligente tirou um problema de um lugar e trouxe para outro ao lado. Moral da história, o Padre Pedro continuou com suas façanhas extras sacerdotais, e em pouco tempo teve uma denuncia formal de assedio em Cambridge, entre outros inúmeros problemas. A solução da Arquidiocese foi mandar o Padre para o Brasil as pressas, pois iria parar na cadeia por aqui.  Agora temos o advento do Padre Scaravelli, já trabalhou em Everett, Flórida, Argentina e ainda se diz amigo do Papa Francisco. Por onde andou teve problemas, em Everett, na Flórida e na Argentina e agora também em Framingham onde dizem os fieis que foi uma desgraça total. Ai a Arquidiocese de Boston para tentar resolver o problema da paróquia de Somerville transfere o Padre Scaravelli de Framingham para Somerville. Trocou oito por oitenta. Que pobreza de sacerdotes brasileiros que tem por aqui esta Arquidiocese de Boston. Será que não dá para mandar estes padres  problemáticos de volta para casa e aposentar os sacerdotes? Quase todos os sacerdotes da velha guarda sem generalizar (tem gente boa no meio), bebem e bebem muito, tem problema de arrogância, o problema de abstinência sexual virou foco entre eles, são bombas prontas para detonar, parece que não querem mais viver desta forma sendo Sacerdotes (com abstinência sexual), mas por outro lado não querem abandonar a batina. Padre no meu tempo de infância jamais rezava uma missa de tênis ou com roupas informais. A celebração de uma missa era algo especial era um ritual precioso, onde até a vestimenta do padre era requisito de respeito espiritual de sua situação de pastor e sacerdote das ovelhas. Hoje isso tudo caiu por terra, usar tênis, roupinhas mais esportivas estar mais na moda, expõe a vaidade total dos sacerdotes e o afastamento do lado espiritual, eles querem se igualar mais com a sociedade e como sacerdotes isso jamais pode acontecer. Padre não é igual a qualquer outro membro da comunidade ou da paróquia, ele é um sacerdote até que a igreja mude isso, mas por enquanto não mudou, logo ele precisa se manter dentro do celibato sacerdotal sem fugidinhas aqui ou ali. Não existe opção. Hoje muitas das confissões estão ‘sob judice’ no momento, o Padre não guarda mais segredo e em outras palavras mais duras ele virou um fofoqueiro da sua paróquia que expõe seus fiéis. Porém ainda tem inúmeros padres muito bons, totalmente fieis ao seu oficio e com grande qualificação sacerdotal. Mas na verdade nos últimos tempos na área sacerdotal católica de Boston tem ‘pintado’ mais joio do que trigo entre os sacerdotes. Porém de contra partida, neste novo momento a igreja católica tem em seus membros verdadeiros vigilantes da fé, não suportam mais Padres ou Sacerdotes que se vendem por bonzinhos, dedicados, porém se portam com sede sexual, se mostram loucos por dinheiro, etc., e o pior se sentem donos da igreja da sua paróquia. Repetindo, o mundo esta mudando e nossa comunidade católica local não está mais disposta a viver como submissa de um Padre/Sacerdote e de suas vaidades, e se ele for de baixo valor moral ou espiritual isso com certeza vai vir a público e sua transferência vai ser solicitada pela paróquia local.  Fica o alerta!


No comments:

Post a Comment