Friday, October 28, 2016

Depressão ou loucura?

 Não tenho formação médica, tenho a prática de vida com meu corpo e com situações familiares, e tenho certeza que disso todo mundo tem um pouco, afinal esta é a vida.  Dizem as boas línguas e um chavão popular que de depressão e loucura todo mundo tem um pouco.
Depressão é um sintoma físico ou mental, ou ambos? Loucura com certeza é um sintoma mental. Alguém com depressão não é necessariamente um louco, um louco tem problemas mentais bem definidos e não consegue ter uma sã consciência dos fatos, um depressivo por sua vez sim, apesar de que pode acontecer que as  vezes ele se ache incapaz de vencer seus problemas e momentaneamente perder a sua lucidez.
Tem algumas pessoas que gostam de fazer comparações com problemas físicos e problemas mentais. Acham que a saúde da mente tem que ser cuidada tão a priori como a saúde física. Concordo quando for o caso. A diferença da saúde física é que ela pode ser diagnosticada com precisão já a saúde mental é uma questão de interpretação de alguém, não é precisa.
Posso explicar meu ponto de vista. Na questão da saúde física ela pode ser diagnostica de uma forma exata, como por exemplo; você tem pressão baixa, o coração esta fraco, o rim esta com problema, seu fígado não funciona, seu pulmão está bichado, você não esta enxergando, etc. e etc. Para ter um diagnostico preciso destas e outras doenças você só  precisa fazer um exame que vai comprovar se esta doente e precisa de um tratamento.
Na suade mental; se você nasceu vegetativo, você não tem controle sobre você mesmo é violento, agressivo, é um risco para qualquer pessoa, etc. etc. você facilmente pode ser diagnosticado como uma pessoa com problemas mentais, pelo fator visual e de atitude. Não existe uma máquina ou resultado de laboratório que realmente atesta que você é um louco, ou deficiente mental, neste caso o médico é quem dá o parecer.
                Um derivado dos problemas mentais no ponto de vista dos médicos é o ‘fator depressivo’, porém um depressivo não é um louco, um ser vegetativo, apesar de que um não elimina o outro, pode ter um louco comprovadamente que tem problemas de depressão, assim como pode um depressivo ser louco.
Um depressivo pode vir a ficar louco. Falo de depressão ‘aguda’ até por que todo mundo como disse antes, tem sintomas de depressão constantemente e a maioria das pessoas dominam bem isso. Quem tem uma depressão mais ‘aguda’ às vezes necessita de ajuda.
A medicina moderna tem remédios para depressão, pois eles já conseguem mapear o celebro, e fizeram drogas para diferentes partes da cabeça. A medicina moderna também já sabe entre outras coisas onde se localiza no celebro a parte da felicidade e a parte da tristeza de um ser humano. Comprovadamente felicidade e tristeza são as chaves da depressão de acordo com os médicos, tudo começa por ai, dizem eles.
Olha, daí a humanidade inventou as drogas para aumentar e diminuir a felicidade de um sujeito, ou para equilibrar a tristeza do cara. Mas eles desconhecem as dosagens certas para neutralizar uma falta de felicidade ou excesso de tristeza.  Eles (médicos) avaliam o quadro clinico de um sujeito depressivo na conversa, no olho a olho.  A cabeça do médico é que dá o diagnóstico, o quadro clínico do depressivo e a dosagem do remédio. Amigo, é ai que mora o perigo. Você confia de olhos fechado neste tal medico a ponto de acreditar fielmente que ele tem um parecer preciso sobre você ou seu estado depressivo? Hummm
Outro fato que mexe com a minha cabeça; Um depressivo não é um louco, mas para os médicos ele é tratado como tal. Explico; Já visitei pessoas depressivas enquanto internadas para tratamento no hospital, sabe onde elas estavam internadas? No manicômio! Na verdade junto com um bando de loucos, todas trancadas como se fosse dentro de um presídio de segurança máxima. Como alguém depressivo pode conseguir alcançar o controle da sua depressão em um ambiente destes. É uma situação deprimente demais para levantar o astral de qualquer um. O pior da internação; os remedidos que dão para os depressivos são remédios que deixam o depressivo vegetativo, piradão ao extremo.  A pessoa é depressiva ou doida? Os médicos precisam se definir, e abrir mais alas em hospitais distintas para um e para outro, por que hoje para eles os loucos e os depressivos são tudo farinha do mesmo saco e vai para internação no mesmo ambiente, na mesma ala.
Os depressivos normais, não estão no foco dos médicos, me refiro àqueles depressivos que vão e voltam de uma depressão numa boa, mas o foco dos médicos, entidades e ativistas do ramo são os depressivos suicidas, que pensam em terminar com a sua própria vida para resolver suas dificuldades e para parar de ser um peso para outras pessoas, entre elas seus familiares. Na verdade os ativistas e médicos e afins querem estancar o suicídio, que é o maior índice de mortalidade nos EUA hoje. 
O  melhor antídoto que os médicos ensinam para evitar que um potencial suicida chegue às vias de fato é; se você perceber uma atitude estranha, chame uma ambulância pelo 911, reporte que você diagnosticou que tem um potencial suicidada na sua casa. Eles vão vir e levar ele para o hospital e cuidar dele. Isso em um caso extremo.
Contudo ainda acho tudo isso muito bizarro. Primeiro levar alguém para um médico caso ela não queira ir, não vai ajudar em nada na depressão. Um depressivo primeiro tem que querer ser ajudado, e é ai mora o perigo. Tem muita gente sendo forçada a ir a um médico, a tomar remédios que deixam elas totalmente vegetativas. Olha tem pais mais problemáticos e doentios que os próprios filhos, por que forçam o filho a isso. O pior é internar um filho que ‘supostamente tem uma depressão’ em um manicômio qualquer e forçar ele a tomar remédios fortes que acabam que a mente de qualquer pessoa.
E para finalizar tem a tal da bipolaridade, que todo mundo diz ter, esta tal bipolaridade se agregou a depressão no mundo moderno. No intuito de salvar vidas, médicos e ativistas mentais se juntam para dar palestras e valorizar a doença do século como eles chamam a tal de depressão. Será que eles estão certos?
E antes que você diga que estou viajando tenho na minha família alguns parentes e filhos depressivos e bipolares, logo conheço o tema.    
A melhor coisa a fazer com um depressivo volto a frisar, e não achar que ele é um louco, você pode ter certeza que ele não é, trate ele como um depressivo. E para complementar nunca deixar um dos seus se for depressivo ser internado em um manicômio, por que o que vai acontecer é que ele é que ele pode vir a ficar louco, e ai não tem mais volta.
Para acalmar os ânimos no meu tempo de garoto se dizia, toma o teu ‘Gardenal’ antes de sair de casa e tudo se resolve.


Boa semana!

No comments:

Post a Comment